Dinho (cantor)

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Dinho (cantor) em outros projetos:

Alecsander Alves da Silva Leite mais conhecido como Dinho,] (Irecê, 5 de março de 1971 — Serra da Cantareira, 2 de março de 1996), foi um cantor brasileiro, vocalista da banda Mamonas Assassinas, além de apresentador, compositor e humorista. Morreu num acidente aéreo que vitimou toda a banda.



  • "As pessoas olhavam pra mim e diziam: É impossível cara, é impossível você chegar até aqui. Manda eles pra p.q.p. É possível sim. É possível vocês, ada um de vocês que estão aqui hoje. É possível realizar sonhos de vocês sim. Vocês são capazes. Acreditem em vocês. Você pode cara, se você não acreditar em você, Ninguém vai acreditar. Lute pelo seu sonho. Nesse ano, luta por você, Que você vai chegar aonde você quer. Eu quero que vocês saibam de uma coisa. A gente vendeu mais de dois milhões de cópias em discos. A gente hoje é 'os artistas' número 1 do Brasil. É o que mais faz shows, é o que mais ganha dinheiro, É o que mais ta na mídia. E nós continuamos de Guarulhos... Nós não somos de São Paulo, Nós não somos de nenhum lugar, Nós somos a banda Mamonas Assassinas de Guarulhos, que leva o nome dessa cidade Brasil afora, e nós vamos levar o nome dessa cidade para o exterior também. A gente ainda é daqui, O sucesso não sobe nas cabeças das pessoas não, Sobe o sucesso nas cabeças das pessoas fracas, Nós não somos pessoas fracas não. Se a gente, se a gente fosse fraco, a gente tinha desistido há 5 anos atrás, quando as pessoas diziam que a gente nunca ia chegar aqui. E nós estamos aqui caralho! Porra! O impossível não existe! Tudo é possível quando vocês querem. Acreditem em vocês, vocês têm força."
- Desabafo em um show realizado em janeiro de 1996, no Ginásio Paschoal Thomeu (conhecido como Thomeuzão), em Guarulhos, que só recebe artistas famosos[1]. 5 anos antes, Dinho e Júlio foram pedir para uma pessoa que cuidava dos eventos que ocorriam no ginásio, para fazer uma preliminar para o show do Guilherme Arantes, e ouviram: "Aqui é um ginásio para grandes bandas não para bandinha".[2].
  • "Abra sua mente, Gay também é gente!"
- trecho da música Robocop Gay
  • "A gente queria mesmo Beatles, mas aí a gente descobriu que esse nome já existia e ficou Mamonas Assassinas."
- Resposta de Dinho a uma criança convidada pelo jornal Folha de São paulo para fazer perguntas a banda.

Referências

  1. brasileiros.com.br/ A revolução dos Mamonas
  2. redetv.uol.com.br/ Mamonas deram show de humildade ao tocar no "Thomeuzão"