Diógenes de Sínope

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diógenes de Sínope
Diógenes de Sínope
Diógenes de Sínope em outros projetos:

Diógenes de Sínope (404 a.C., em Sinope - 323 a.C., em Corinto), filósofo grego.


  • A sabedoria serve de freio à juventude, de consolação à velhice, de riqueza aos pobres e de ornamento aos ricos.
- τὴν παιδείαν […] τοῖς μὲν νέοις σωφροσύνην, τοῖς δὲ πρεσβυτέροις παραμυθίαν, τοῖς δὲ πένησι πλοῦτον, τοῖς δὲ πλουσίοις κόσμον εἶναι.
- conforme citado por Diogenes Laertius, Leben und Meinungen berühmter Philosophen [Vida e Opiniões de filósofos famosos], VI, 68
  • Se eu não fosse Diógenes, também gostaria de ser Diógenes.
(Em resposta a Alexandre, O Grande, quando esse afirmou que gostaria de ser Diógenes, se não fosse Alexandre)
- Laërtius & Hicks 1925, Ⅵ:32; Plutarch, Alexander, 14, On Exile, 15.

Atribuídas[editar]

Question book-3.svg Este artigo ou secção não cita as suas fontes ou referências. Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes.
  • "O amor é o emprego dos ociosos."
  • "Na casa de um rico não há lugar para se cuspir, a não ser em sua cara."
  • "Discurse sobre a virtude e eles passarão como rebanho. Assobie e cante, e terás uma platéia."
  • "Para que serve um filósofo, se não para machucar os sentimentos de alguém ?"