Saltar para o conteúdo

Charles Darwin

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Charles Darwin
Charles Darwin
Charles Darwin
Wikipédia
Wikisource
Projeto Gutenberg
Domínio Público.br

Charles Darwin (12 de fevereiro de 1809 - 19 de abril de 1882) foi um biólogo inglês, conhecido como o formulador da Teoria da Evolução.


  • "(...) a ignorância mais freqüentemente gera confiança do que o conhecimento: são os que sabem pouco, e não os que sabem muito, que afirmam de uma forma tão categórica que este ou aquele problema nunca será resolvido pela ciência."
- A Descendência do Homem e Seleção em Relação ao Sexo (1871) - Volume 1, Introdução, página 3.
  • "Quando primeiro se disse que o sol estava parado e que o mundo girava, o senso comum da humanidade declarou a doutrina falsa; mas o antigo ditado Vox populi, vox Dei [a voz do povo é a voz de Deus], como todo filósofo sabe, não pode ser confiado na ciência."
- A Origem das Espécies, 1859, capítulo VI, 6ª edição, p. 143-144
  • "Parece-me (quer eu esteja certo ou errado) que argumentos diretos contra o cristianismo e o teísmo não produzem muitos efeitos no público, e a liberdade de expressão é mais bem promovida pela iluminação gradual das mentes dos homens que advém do avanço da ciência. Sempre foi, portanto, meu objetivo evitar escrever sobre religião, e tenho limitado-me à ciência. É possível, entretanto, que eu tenha sido bastante influenciado pela dor que sentiriam alguns membros de minha família se eu apoiasse, de qualquer forma, ataques diretos à religião."
- Carta 12757, de Darwin a Edward Bibbins Aveling, 13 de Outubro de 1880
  • "Confesso que não consigo ver tão claramente como outros vêem, e como eu deveria querer ver, evidência de um projeto e de beneficência ao nosso redor. Parece-me que há muito sofrimento no mundo. Não consigo me convencer de que um deus beneficente e onipotente teria propositalmente criado o Ichneumonidæ com a intenção explícita de se alimentar dentro dos corpos de lagartas vivas, ou feito o gato para divertir-se com ratos."
- The Reluctant Mr. Darwin, David Quammen, p. 119-121
  • "(...) a descrença tomou conta de mim num ritmo vagaroso, mas por fim se concretizou. O ritmo foi tão lento que não senti angústia, e nunca duvidei por um único momento de que minha conclusão estava correta. De fato, não consigo entender direito porque alguém gostaria de que o cristianismo fosse verdadeiro; pois a clara linguagem do texto parece mostrar que os homens que não acreditam, e isso incluiria meu Pai, Irmão e quase todos os meus melhores amigos, serão eternamente punidos. E esta é uma doutrina odiosa."
- The Autobiography of Charles Darwin 1809–1882
  • "Apesar de não ter pensado muito sobre a existência de um deus pessoal até um período consideravelmente tardio de minha vida, darei aqui as conclusões vagas a que cheguei. O velho argumento do projeto [design] na natureza, como dado por Paley, que antes me parecia tão conclusivo, falha agora que a lei da seleção natural foi descoberta. Não podemos mais argumentar, por exemplo, que a bela "dobradiça" de uma concha bivalve deve ter sido feita por um ser inteligente, como a dobradiça de uma porta feita pelo homem. O design parece estar ausente na variabilidade de seres orgânicos e na ação da seleção natural tanto quanto na direção em que o vento sopra. Tudo na natureza é o resultado de leis fixas. Discuti isso no fim de meu livro The Variation of Animals and Plants under Domestication, e o argumento lá apresentado, até onde sei, nunca foi respondido."
- The Autobiography of Charles Darwin 1809–1882
  • "Estou ciente de que a suposta crença instintiva em Deus tem sido usada por muitas pessoas como um argumento para sua existência. (...) A idéia de um Criador universal e beneficente não parece surgir na mente do homem até que ele tenha sido inspirado por uma exposição cultural contínua."
- A Descendência do Homem e Seleção em Relação ao Sexo (1871) - Volume 2, página 395.
  • "(...) um agnóstico seria a descrição mais correta de meu estado de espírito."
- Em uma carta a John Fordyce, 1879
  • "Não posso fingir saber sobre esses problemas abstrusos. O mistério do começo de todas as coisas é insolúvel por nós; e eu, pessoalmente, contento-me em permanecer um agnóstico."
- The Life and Letters of Charles Darwin, volume I, capítulo VIII: "Religião", página 313
  • "Não há diferenças fundamentais entre o homem e os animais nas suas faculdades mentais (...) os animais, como os homens, demonstram sentir prazer, dor, felicidade e sofrimento."
- A Descendência do Homem e Seleção em Relação ao Sexo (1871) - Cap. II: Comparação dos Poderes Mentais do Homem e Dos Animais Inferiores, pg 34.
  • "Um livro e tanto escreveria o capelão do Diabo sobre os trabalhos desastrados, esbanjadores, ineficientes e terrivelmente cruéis da natureza!"
- Revista Superinteressante Edição 240
  • "Foi como confessar um assassinato."
- Em relação a exposição da Teoria da Evolução.
- Revista Superinteressante Edição 240
- A Viagem do Beagle - Cap. XXI : Mauritius Para a Inglaterra
  • "Enquanto meio de educação, a escola para mim foi um simples vazio."
- Darwin e a Ciência da evolução.
  • "O homem ainda traz em sua estrutura fisica a marca indelével de sua origem primitiva."
- Man still bears in his bodily frame the indelible stamp of his lowly origin.
- The Descent of Man (Darwin) Capítulo XXI (1871)
  • "Agora a psicologia se assentará sobre um novo alicerce."
- Psychology will be based on a new foundation
- On the origin of species by means of natural selection, or The preservation of favoured races in the struggle for life - página 424, Charles Darwin - D. Appleton and company, 1869 - 432 páginas
  • Para a questão por que não encontramos ricos depósitos fossilíferos pertencentes a esses primeiros períodos antes do sistema cambriano, não posso dar nenhuma resposta satisfatória.
- To the question why we do not find rich fossiliferous deposits belonging to these assumed earliest periods prior to the Cambrian system, I can give no satisfactory answer.
- Charles Darwin, The Origin of Species, Part Two, p. 90.
  • À medida que o homem avança na civilização e pequenas tribos se unem em comunidades maiores, a razão mais simples diria a cada indivíduo que ele deve estender seus instintos sociais e simpatias a todos os membros da mesma nação, embora pessoalmente desconhecidos para ele. Uma vez alcançado este ponto, há apenas uma barreira artificial para impedir que suas simpatias se estendam aos homens de todas as nações e raças.
- As man advances in civilisation, and small tribes are united into larger communities, the simplest reason would tell each individual that he ought to extend his social instincts and sympathies to all the members of the same nation, though personally unknown to him. This point being once reached, there is only an artificial barrier to prevent his sympathies extending to the men of all nations and races.
- The Descent of Man, volume I, capítulo III: "Comparação dos poderes mentais do homem e dos animais inferiores"
  • Cerca de trinta anos atrás, falava-se muito que os geólogos deveriam apenas observar e não teorizar; e eu me lembro bem de alguém dizendo que, nesse ritmo, um homem poderia muito bem entrar em um poço de cascalho e contar as pedras e descrever as cores. Como é estranho que alguém não veja que toda observação deve ser a favor ou contra algum ponto de vista, se quiser ser útil!
- About thirty years ago there was much talk that geologists ought only to observe and not theorise; and I well remember some one saying that at this rate a man might as well go into a gravel-pit and count the pebbles and describe the colours. How odd it is that anyone should not see that all observation must be for or against some view if it is to be of any service!
- Carta a Henry Fawcett (18 de setembro de 1861) em Life of Henry Fawcett (1885), pp. 100-101
  • As faculdades morais são geralmente estimadas, e com justiça, como de maior valor do que as faculdades intelectuais. Mas devemos sempre ter em mente que a atividade da mente em recordar vividamente as impressões passadas é uma das bases fundamentais, embora secundárias, da consciência. Este fato fornece o argumento mais forte para educar e estimular de todas as maneiras possíveis as faculdades intelectuais de cada ser humano.
- The Descent of Man, volume II, capítulo XXI: "Resumo Geral e Conclusão", página 393
  • Como observa Horne Tooke, um dos fundadores da nobre ciência da filologia, a linguagem é uma arte, como fazer cerveja ou assar; mas escrever teria sido uma comparação muito mais apropriada. Certamente não é um verdadeiro instinto, pois toda língua deve ser aprendida. Difere, entretanto, amplamente de todas as artes comuns, pois o homem tem uma tendência instintiva para falar, como vemos no balbuciar de nossas crianças; enquanto nenhuma criança tem uma tendência instintiva para fazer cerveja, assar ou escrever.
- The Descent of Man, volume I, capítulo II: "Comparação dos poderes mentais do homem e dos animais inferiores", página 55
  • A crença em Deus tem sido muitas vezes apresentada não apenas como a maior, mas também como a mais completa de todas as distinções entre o homem e os animais inferiores. No entanto, é impossível, como vimos, sustentar que essa crença é inata ou instintiva no homem. Por outro lado, a crença em agentes espirituais que tudo permeiam parece ser universal; e aparentemente resulta de um avanço considerável na razão do homem, e de um avanço ainda maior em suas faculdades de imaginação, curiosidade e admiração.
- The Descent of Man

Sobre[editar]

- Now, the faculty of attention, as Darwin has so admirably shown, is the most important of all faculties for the development of human intelligence.
- referência à obra de Charles Darwin ("Descent of Man," Vol. 1, page 44.) in: The case for the shorter work day: Supreme Court of the United States, October term, 1915, Franklin O. Bunting, plaintiff in error, vs. The State of Oregon, defendant in error : brief for defendant in error - página 397, Franklin O. Bunting, ‎Felix Frankfurter, ‎Josephine Goldmark - Reprinted by National Consumers' League, 1915