Bertrand Maria José de Orléans e Bragança

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bertrand Maria José de Orléans e Bragança
Bertrand Maria José de Orléans e Bragança
Bertrand Maria José de Orléans e Bragança em outros projetos:

Bertrand Maria José de Orléans e Bragança (2 de fevereiro de 1941) é ativista franco-brasileiro, que atua como um dos líderes do monarquismo no Brasil e porta-voz do Ramo de Vassouras da Família Orléans e Bragança.


  • Uma intervenção bem sucedida da Hierarquia Eclesiástica no campo econômico e social deveria partir da denúncia dos dois vícios que estão na origem de todas as desordens e revoluções modernas: o orgulho e a sensualidade. Esses vícios alimentam os dois erros fundamentais e aparentemente opostos de nossa época: o utopismo coletivista e o liberalismo individualista. Porque, de um lado, geram o sonho anárquicoigualitário de uma sociedade sem governo, sem classes e sem leis; e de outro lado, estão na raiz do liberalismo moderno, o qual recusa toda referência a uma verdade objetiva, a valores absolutos, a uma lei superior e, por isso, conduz à “ditadura do relativismo”, oportunamente denunciada pelo então Cardeal Ratzinger. Assim, na raiz mais profunda da crise antropológica pela qual passa hoje a humanidade, não está simplesmente a negação de direitos fundamentais do homem, mas resulta da negação da primazia de Deus na organização da sociedade humana. Todo o resto é mera consequência.
- Fonte: Quo vadis, Domine? Reverente e filial Mensagem a Sua Santidade o Papa Francisco do Príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança (8 de fevereiro de 2014)