Álvares de Azevedo

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Álvares de Azevedo
Álvares de Azevedo
Álvares de Azevedo em outros projetos:

Manuel Antônio Álvares de Azevedo (São Paulo, SP, 12 de setembro de 1831 - Rio de Janeiro, 25 de abril de 1852) - Escritor da segunda geração romântica, contista, dramaturgo, poeta e ensaísta brasileiro.


  • "Pensamento de mãe é como o incenso Que os anjos do Senhor beijam passando."
- Poesias completas de Alvares de Azevedo ... - Página 32, Manuel Antônio Alvares de Azevedo - Z. Valverde, 1943
  • "Em negócios de amor, nada de sócios".
- citado na "Revista da Academia Brasileira de Letras" - Página 281; de Academia Brasileira de Letras, Academia Brasileira de Letras - 1922
  • "Não há melhor túmulo para a dor do que uma taça cheia de vinho ou uns olhos negros cheios de languidez."
- Álvares de Azevedo, no livro Macário; (veja o obra completa no Wikisource)
  • "O espírito é variável como o vento...
Mais coerente é o corpo, e mais discreto.
Mudaste muita vez de pensamento,
Mas nunca de teu vinho predileto..."
(Das preferências)
- Álvares de Azevedo, no livro Macário; (veja o obra completa no Wikisource)
  • "Vais ler uma página da vida; cheia de sangue e de vinho..."
- Álvares de Azevedo, no livro Macário; (veja o obra completa no Wikisource)
  • "(...)A vida é um escárnio sem sentido. Comédia infame que ensangüenta o lodo(...)"
- Álvares de Azevedo (Glória Moribunda)
  • "Sinto no meu coração uma
necessidade de amar, de dar a
uma criatura este amor que me bate no
peito. Mas ainda não encontrei uma
mulher - uma só - por quem eu pudesse
bater de amores."
- carta a Luiz; Obras de Manuel Antônio Alvares de Azevedo: Precedidas de um discurso biographico e acompanhadas de notas pelo Sr. Dr. Jacy Monteiro - Tomo I, página 35; Por Manuel Antônio Alvares de Azevedo; Publicado por Livraria de B. L. Garnier, 1862
  • "Descansem o meu leito solitário
Na floresta dos homens esquecida,
À sombra de uma cruz e escrevam nela:
- Foi poeta, sonhou e amou na vida"
- Obras de Manuel Antônio Alvares de Azevedo: Precedidas de um discurso biographico e acompanhadas de notas pelo Sr. Dr. Jacy Monteiro - Tomo I, página 200; Por Manuel Antônio Alvares de Azevedo; Publicado por Livraria de B. L. Garnier, 1862
  • "Todo o vaporoso da visão abstrata não interessa tanto como a realidade da bela mulher a quem amamos".
-Poemas Malditos
  • "É difícil marcar o lugar

onde pára o homem e começa o animal, onde cessa a alma e começa o instinto - onde a paixão se torna ferocidade. É difícil marcar onde deve parar o galope do sangue nas artérias, e a violência da dor no crânio."

-Macário