Slash

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Slash
Slash
Slash em outros projetos:

Slash, nome artístico de Saul Hudson (Inglaterra, 23 de Julho de 1965 — ) é um famoso guitarrista que se tornou conhecido graças ao seu trabalho no Guns N' Roses.


Atribuídas[editar]

Question book-3.svg Este artigo ou secção não cita as suas fontes ou referências. Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes.
  • "Muitas pessoas tiveram problemas conosco porque são invejosas. Nós tocamos mais pesado que a maioria."
  • "Eu nunca serei um daqueles caras que tocam um solo maior do que deveria ser. Meus solos complementam a música. A música é o mais importante, não o solo."
  • "Eu escrevi um artigo na 'Rolling Stone'. Eu disse no começo dele que existiam três coisas sobre as quais eu não queria falar: Axl, meu passado com as drogas e outras bandas. Então, quando a revista saiu, a primeira coisa que ela diz é: 'Slash, falando sobre Axl Rose e as drogas'."
  • "Se o Axl, não tivesse aquelas vozes doidas que ele sempre faz, os Guns N`Roses nunca venderiam um disco sequer nem seriam uma banda de sucesso"
  • "A maioria dos grupos está feliz em fazer sucesso mesmo que tenham que ser comerciais e perder suas identidades. Nós nunca quisemos fazer isso. Esse é o motivo que nos faz ser os novos inimigos públicos número um, e todo delegado e policial deseja apenas uma coisa na vida, pregar na parede os Guns N' Roses"
  • "Quando comecei a me interessar pelo Rock and Roll, o que me inspirou a tocar guitarra foi algo que me aconteceu aos treze anos... Eu perseguia a garota mais bonita, que devia ter o dobro da minha idade, por cerca de três meses. Finalmente, quando eu entrei em seu apartamento ela tocou o disco "Rocks" para mim pela primeira vez. Eu ouvi o disco quatro ou cinco vezes, esqueci completamente a garota e deixei o apartamento rapidinho. Isso é o que o Aerosmith significa para mim."
  • "Axl impressionou-me, pelo modo como ele sempre foi: não importa o que possam dizer dele, Axl Rose é brutalmente honesto. A sua versão dos acontecimentos pode ser singular, para dizer o minimo, mas a verdade é que ele acredita no que diz, com mais coração do que qualquer pessoa que eu já conheci."
  • "A coisa toda foi um ponto alto. Foi a melhor coisa com o que eu poderia ter me envolvido. Eu sempre julguei quão bem sucedidos nós éramos pela resposta dos fãs. No final, foi esmagador. O maior concerto que fizemos foi nos dois festivais Rock In Rio, onde tocamos para mais de 190.000 pessoas. Tocar defronte muitas pessoas é uma responsabilidade muito grande, então me escondi por trás da guitarra, do chapéu, dos cabelos, do cigarro - mas mesmo assim você sente as pessoas ao seu redor". - Slash, falando dos tempos do Guns N`Roses
  • "Nós nunca tivemos dinheiro e esse é provavelmente o motivo pelo qual nós não matamos um ao outro no backstage... Eu lembro que Axl e eu uma vez fomos voluntários de um teste médico da UCLA pensando que poderíamos arranjar umas pílulas ou qualquer coisa do tipo. Mas era só um teste de fumantes, e tudo que conseguimos foram alguns cigarros de graça..."
  • "Quase fui preso então parei" -(Slash, falando dos seus problemas com drogas)
  • "Eu sempre penso na gente como uns caras legais. Quero dizer, não roubamos bancos, não batemos em mulheres, nem esmagamos cabeças de crianças com nossas guitarras. Não entendo porque falam da gente como criminosos."
  • "Nós não temos outros amigos tão antigos como os que pertencem à banda. Nós sobrevivemos e aprofundamos a nossa relação no dia-a-dia."
  • "Nós não moramos no mesmo prédio, mas é como se fossemos uma família" (Slash, falando da relação entre os elementos da banda)
  • "Ser chamada de 'a melhor banda de rock' é maravilhoso. Era isso que eu sonhava quando era garoto."
  • "Se você levantar a saia não sei se vou ficar tão comportadinho assim" -respondendo uma reporter que comentou: "Você está tão comportadinho"
  • "É tão básico para mim que é realmente difícil de explicar . Você está lá escrevendo e você pensa que é o pior escritor de músicas do mundo, e aí você escreve algo legal como 'Welcome to the jungle'... é inexplicável."
  • "Eu queria continuar a gravar e a excursionar, mas ele (Axl) pretendia outras coisas - até hoje não sei o quê. Quando ouvi Oh My God', entendi pela primeira vez o problema entre nós dois"
  • "se eu sentasse aqui e fizesse para você uma lista de coisas que nos aconteceram no espaço de uma semana ia achar que eu estou querendo fazer sensacionalismo, porque os fatos chegam ao ponto do ridículo. Então esse negócio que aconteceu agora com o Axl, quando eu soube disse: ‘Tá legal. Ele vai poder ir ao estúdio amanhã?’ Não era nada de extraordinário. E daí vai por diante. Mas toda vez que a gente resolve sair de casa alguma coisa acontece. Já faz muito tempo que temos problemas sérios com a polícia. E agora estão a fim de pegar a gente. De noite preciso pegar um táxi para ir ao Rainbow. O único tira que nos dava apoio no distrito de West Hollywood foi transferido para fora de Los Angeles. De dia eu dirijo um jeep Cherokee (carro tradicionalmente ‘familiar’) com vidros fumê, para que ninguém me veja... Fomos para Chicago porque Axl e Izzy são daquela região. Pessoalmente eu não queria me esconder no meio do mato, então Chicago era uma boa escolha, porque era metrópole. Mas os problemas lá foram iguais, tanto que chegaram a publicar nos jornais o endereço onde estávamos morando..." - Slash, falando dos problemas que a banda habitualmente enfrenta
  • "As maiores brigas são entre eu e Axl. Mas isso é também o que faz tudo isso acontecer."
  • "Algumas letras de Axl são engraçadas pra caralho!"
  • "As pessoas tendem a seguir os passos das outras. Eu não recomendo a ninguém que faça o que eu faço, mesmo porque fui esperto o suficiente para não estar morto agora"
  • "Vivemos de uma maneira que as outras pessoas não viveriam nem por dois minutos"
  • "Estamos aprendendo a nos controlar melhor. Não estraçalhamos mais os gravadores dos jornalistas"
  • "As pessoas querem heróis. O rock é algo heróico porque elas contam com ele para se afastar do estilo de vida que levam no cotidiano"
  • "Odiamos Poison - eles enfatizam tudo o que detestamos em uma banda. Eles compraram uma guitarra, aprenderam a tocar 3 cordas e começaram a fazer shows"
  • "Muitas bandas de hoje trabalham duro para criar uma imagem bem distante daquela das pessoas que as escutam. Eles começam a parecer tão irreais que os fãs pensam que não podem mesmo se aproximar... Nós somos mais acessíveis"
  • "Tudo sobre Axl como um artista e como um cantor vem de sua personalidade, então a merda que faz dele um retardado ou as merdas que fazem dele alguém difícil de se lidar são, ao mesmo tempo, o que faz o seu talento."
  • "O Guns nasceu inocentemente. Fundamos o grupo por amor à música e mantivemos essa mentalidade. Nunca deixamos a industria musical nos influenciar. No entanto, durante a turnê dos discos Use Your Illusion I e II, nosso relacionamento com Axl começou a ruir. Ele queria algo diferente da natureza da banda."
  • "Vivi uma grande época com o Guns, mas depois de um tempo não havia mais diversão. As mudanças de formação depauperaram a banda e eu senti que não conseguiria continuar. Saí enquanto tinha cabeça. Não falo com Axl há seis anos. Mas era claro que ele queria ir para um lado e eu para outro. O que faço hoje é apenas a progressão do que fizemos do primeiro ao meu último álbum com o Guns. Quando terminamos a última tour, Axl deixou claro para que lado ele queria ir musicalmente. Tentei prosseguir mas havia limitações. Chegou aquele ponto em que era impossível trabalharmos juntos. Quando soube que ele queria continuar com o nome Guns N’Roses, eu disse tudo bem, mas não quero ter nada a ver com isso. Houve uma noite em que fizemos o pior show de nossas vidas e no camarim, antes de entrarmos no palco, assistíamos ao filme do Spinal Tap. Foi como um soco na cara. Vivíamos aquilo tudo e éramos aquilo. Cara, quando vi Axl caminhando para a apresentação, o filme não me saía da cabeça. Tinha tudo a ver. Nunca mais vejo esse filme antes de entrar no palco!" - Slash tecendo comentarios sobre a volta da banda
  • "Vi um dia um especial na VH1 sobre as bandas de cabeludos dos 80. Tive de rir. Não éramos parte daquela cena. Éramos algo totalmente diferente para aquele momento e talvez por isso tenhamos feito tanto sucesso. Quando os 80 se foram, as modas passaram, nós ficamos porque estávamos fora daquele círculo. Vimos o grunge de Seattle de longe. Nem eu, nem os outros caras dávamos a mínima para o que as outras bandas faziam. Só escutávamos a música deles. Não estávamos em nenhum concurso de popularidade. É triste ouvir Britney Spears hoje na rádio e na TV, mas na nossa época era a mesma merda com New Kids on the Block e Tiffany. Superamos tudo isso... Quando a moda passa, esse pessoal vai junto e não fica nada para ser lembrado. É apenas passageiro. Só vale a pena quando você tem 16 anos. Sempre há espaço para pessoas com gostos diferentes. Acho legal que tenham o seu espaço mas eu não vou escutar." - Slash, falando do sucesso com os Guns N`Roses
  • "Para falar a verdade, isso já aconteceu, em um camarim, quando ficamos trancados, mas não tínhamos nada para dizer um para o outro e acho que até hoje deve ser a mesma coisa. Provavelmente diria um "Oi" bem relaxado e esperaria para ver a reação dele. Com Axl nunca se sabe o que pode acontecer." - Slash ao ser perguntado o que faria se ficasse trancado no elevador com o Axl
  • "depois do sucesso do grupo, nossa vida virou um caos completo, levou um tempo para nos acostumarmos a viver com aquilo. Foi preciso um imenso ajuste no nosso estilo de vida. De repente você tem de lidar com uma porrada de responsabilidades para as quais você está cagando: o próprio business fotográfico, a compra de imóveis como investimento ... e já que você comprou uma casa, tem de jogar o lixo fora... Enfim, coisas que durante dois anos e meio pareciam restritas a um outro mundo... A turnê acabou e nos deixaram no aeroporto e lá estávamos nós, parados no meio da rua, pensando ‘e agora, que porra fazemos?´..." - Slash falando do pós sucesso da banda
  • "Eu acho que foi um registro honesto de uma banda genuína de rock and roll que basicamente cantou sobre experiências da vida real com que um monte de gente pode se identificar. Foi uma abordagem muito honesta de rock and roll. Ainda tem o mesmo significado agora que teve em 1987." - Slash explicando porque acha que o "Appetite For Destruction" permaneceu como um ícone por mais de 20 anos depois
  • "Eu tenho uma incrível tendência a ficar realmente chapado, e aí eu vou pro hotel e pego a primeira garota que eu encontrar pela frente"
  • "Você pode ser famoso e se hospedar nos hotéis mais caros, mas quando for ao banheiro usará o mesmo papel higiênico que as outras pessoas"a
  • "Eu era considerado, no início, um bissexual viciado em heroína e tarado por pequenos animais"
  • "Era uma canção que Axl curtia, e eu também. Até que um dia Axl me perguntou: ‘O que você acha de Live And Let Die’?’, e eu disse ‘essa música está na minha cabeça a um ano’. Foi a mesma coisa que aconteceu com ‘(Knockin On) Heaven’s Door’. Nós dois estávamos pensando na mesma música o tempo todo, mas nenhum dizia para o outro o que estava pensando." - Slash em entrevista explicando o porquê da gravação da musica "Live and Let Die", antigo hit de Paul McCartney
  • "Eu nunca fui muito estudante. Sempre fui contra o sistema escolar. Quando comecei a tocar guitarra foi o começo do fim"
  • "Eles perderam suas vidas em, tipo, 15 minutos de um festival de rock qualquer - o que na verdade é um evento realmente insignificante. E nisso é toda a sua existência que se foi!" - Slash, falando sobre a tragédia no Castelo de Donington(quando 2 jovens morreram em uma confusão, numa edição do Monsters of Rock, no dia 20 de Agosto de 1990)
  • "Muitos músicos são rebeldes porque foram educados de uma maneira repressiva ou tiveram uma vida familiar terrível. Eu sou um cara de sorte. Eu vim de uma família cheia de amor para dar, graças a Deus. Eu podeira ser um pouco pior do que sou agora."
  • "Matt é insubstituível. O que ele tem feito por nós é incrível".

Sobre[editar]

  • * "Sou apenas um velho homem que teve sorte, mas esse garoto não demonstrou piedade por mim. Ele venceu completamente sobre a audiência. Se eu não gostasse muito dele, seu convite infinito para tocar comigo seria abolido!" - Les Paul, depois de um show, no qual havia tocado ao lado de Slash
  • "Slash é usualmente desligado de qualquer coisa que aconteça em sua vida porque ele não pode controlar isso. Você lhe dá um lugar pra ensaiar todo dia, ele fica bem. Slash é o cara mais legal do mundo" - Axl Rose
  • "Nada que falasse de felicidade e amor fazia sentido para Slash. Ele odiava "Sweet child o’ mine" por isso. Só queria escrever músicas sobre drogas e tristeza." - Axl Rose