George Orwell

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
George Orwell
George Orwell
George Orwell em outros projetos:

George Orwell, pseudónimo de Eric Arthur Blair (nascido em Bengala, na Índia Inglesa, em 25 de Junho de 1903, morreu em Londres, em 21 de Janeiro de 1950). Escritor.


  • "Todos os animais são iguais mas alguns animais são mais iguais que os outros".
    • Fonte: A Revolução dos Bichos
  • "Se a liberdade significa alguma coisa, será sobretudo o direito de dizer às outras pessoas o que elas não querem ouvir."
- If liberty means anything at all it means the right to tell people what they do not want to hear
- Orwell and Politics: Animal Farm in the Context of Essays, Reviews and Letters Selected from the Complete Works of George Orwell - Página 314, de George Orwell, Peter Davison, Peter Hobley Davison, Timothy Garton Ash - Publicado por Penguin, 2001 ISBN 014118518X, 9780141185187 - 560 páginas
  • "O homem é a única criatura que consome sem produzir."
- Man is the only creature that consumes without producing
- Animal Farm: A Fairy Story‎ - Página 29, de George Orwell, Russell Baker, C. M. Woodhouse - Publicado por Signet Classic, 1996 ISBN 0451526341, 9780451526342 - 140 páginas
- War is Peace; Freedom is Slavery; Ignorance is Strength
- Nineteen Eighty Four‎ - Página 10, de George Orwell - Publicado por 1st World Publishing, 2004, ISBN 1595404325, 9781595404329 - 388 páginas
  • "[...] O Partido procura o poder por amor ao poder. Não estamos interessados no bem–estar alheio; só estamos interessados no poder. Nem na riqueza, nem no luxo, nem em longa vida de prazeres: apenas no poder, poder puro. (...) Somos diferentes de todas as oligarquias do passado, porque sabemos o que estamos fazendo. Todas as outras, até mesmo as que se assemelhavam conosco, eram covardes e hipócritas. Os nazistas alemães e os comunistas russos muito se aproximaram de nós nos métodos, mas nunca tiveram a coragem de reconhecer os próprios motivos. Fingiam, talvez até acreditassem, ter tomado o poder sem querer, e por tempo limitado, e que bastava dobrar a esquina para entrar num paraíso onde os seres humanos seriam iguais e livres. Nós não somos assim. Sabemos que ninguém jamais toma o poder com a intenção de largá-lo. O poder não é um meio, é um fim em si. Não se estabelece uma ditadura com o fito de salvaguardar uma revolução; faz-se a revolução para estabelecer a ditadura. O objetivo da perseguição é a perseguição. O objetivo da tortura é a tortura. O objetivo do poder é o poder." (1984)
  • "O que é preciso, acima de tudo, é deixar o significado escolher a palavra, e não o contrário. Em prosa, a pior coisa que alguém pode fazer com as palavras é render-se a elas."
Em "Política e a Língua Inglesa" (1946)
  • "Não é uma questão de se a guerra é real ou não é. A vitória não é possível. A guerra não é destinada para ser ganha. É destinada para ser contínua. Uma grande sociedade arcaica só é possível às custas da pobreza e da ignorância."
- That's not a matter if wether the war it's not real of if it is. Victory it's not possible. The war it's not meant to be won. It's meant to be continuous. A high archical society is only possible on the basis of poverty and ignorance.
  • "O homem é tão bom quanto o seu desenvolvimento tecnológico o permite ser."
- Men are only as good as their technical development allows them to be.
- "Inside the whale, and other essays" - página 60, George Orwell - V. Gollancz ltd., 1940 - 188 página

1984[editar]

  • "Quem controla o passado, controla o futuro; quem controla o presente, controla o passado... quem controla o passado, controla o futuro. Quem controla o presente agora?! Agora testemunhe, esta logo atras da porta"
    • Fonte: 1984
  • "Quando se ama alguém, ama-se, e quando não se tem nada mais para lhe dar, ainda se lhe dá amor." - 1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 159.
  • "As massas nunca se revoltarão espontaneamente, e nunca se revoltarão apenas por serem oprimidas. Com efeito, se não se lhes permitir ter pradões de comparação nem ao menos se darão conta de que são oprimidas." - 1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 199.
  • "Mas depois de lê-lo tinha maior certeza de não estar louco. Estar em minoria, mesmo em minoria de um, não era sintoma de loucura. Havia verdade e havia mentira, e não se está louco porque se insiste em se agarrar à verdade mesmo contra o mundo todo.(...)" - 1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 209.
  • "Ocorreu-lhe que a vida toda de um homem era desempenhar um papel, e que achava perigoso abandonar, por um momento que fosse, sua falsa personalidade." - 1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 209.
  • "Os melhores livros (...) são aqueles que lhe dizem o que você já sabe." - 1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 236.
  • "A Terra é tão velha quanto o homem,e nada mais. Como poderia ser mais velha? Nada existe exeto pela via da consciência humana." - 1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 253.
  • "Antes do homem, não havia nada. Depois do homem, se por acaso acabasse, nada haveria. Fora do homem não há nada." - 1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 253.
  • "(...) Que sabemos das coisas, exceto através de nossa mente? Tudo o que acontece, acontece na cabeça. E o que acontece em todas as mentes, de fato acontece." - 1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 265.

Atribuídas[editar]

  • "Em tempos de embustes universais, dizer a verdade se torna um ato revolucionário."
- In times of universal deceit, telling the truth becomes a revolutionary act.
- citado em "Overland: Edições 110-116" - página 306, 1988
  • "Sem as moedas, tu es indigno de ser amado."
- For, moneyless, you are unlovable.

Sobre[editar]

  • "Acho que nunca estivemos tão próximos de "1984" de George Orwell. Vivemos numa sociedade em que os direitos individuais e a legalidade estão definitivamente ameaçados, e isso me dá medo."
- Susan Sarandon; Entrevista para a Folha de S.Paulo, 31.3.2006

Veja também[editar]