Provérbios em Talian

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
A região da Serra Gaúcha está localizada no nordeste do estado do Rio Grande do Sul, região Sul do Brasil; item 4 do mapa

O Talian (ou Dialeto Vêneto Rio-grandense) é uma variante da Língua vêneta (língua do norte da Itália) falada sobretudo na região das Serras gaúchas, no estado do Rio Grande do Sul, no sul do Brasil.



  • "Can vècio no'l ghe sbaia a la luna"
- Cão velho não late pra lua
  • "Come noantri no ghen'è altri"
- Como nós, não há nenhum outro
  • "Come San Tomaso, no'l ghe crede se no'l ghe mete el naso"
- É como São Tomé, se não mete o nariz, não tem fé
  • "Chi fà de so testa, paga de so borsa"
- Quem faz da sua cabeça, paga do seu bolso
  • "A caval de un porco grasso"
- A cavalo de um porco gordo (Sem nenhuma segurança)
  • "Amor sensa barufa el fa la mufa"
- Amor sem briga, da dor de barriga
  • "A paroni e mati no se ghe comanda mia."
- A donos e loucos não se pode dar ordens.
  • "Ari che semo apari."
- Opa que estamos de acordo..!
  • "Assa chel se sbore..!"
- Deixa que se lasque..!
  • "Beati i ùltimi se i primi i ga creansa."
- Benditos os últimos se os primeiros são educados.
  • "Bèi in fassa, bruti in piassa."
- Bonitos nos cueiros, feios na mocidade.
  • "Brina su el pantan , piova inco o doman."
- Geada na lama, chuva na cama.
  • "Bruta come el temporal."
- Feia como a tormenta.
  • "Cativa come na brespa."
- Braba como uma vespa.
  • "Chi dà, se smentegá; chi riceve se ricorda."
- Quem dá, esquece; quem recebe se lembra.
  • "Chi è stato rè, el sarà sempre maestà."
- Quem foi rei, será sempre majestade.
  • "Chi fà el prim paga el vin."
- Quem faz o primeiro, paga o vinho.
  • "Chi fà dopo, paga tropo (pròpio)"
- Quem faz depois, paga para os dois. (de fato)
  • "Chi ga prèssia, magna crudo."
- Quem tem pressa, come cru.
  • "Chi ga mia testa, ga gambe."
- Quem não tem cabeça, tem pernas.
  • "Chi guadagna ga sempre rason."
- Quem ganha tem sempre razão.
  • "Chi ride, vive depì."
- Quem ri, vive mais.
  • "Chi sparagna, el gato magna."
- Quem economiza, o gato come.
  • "Chi va drio ai altri, no riva mai prima."
- Quem segue os outros, nunca chega primeiro.
  • "Ciari come le mosche bianche."
- Raros como as moscas brancas.
  • "Ciucia fighi".
- Chupa figos..! (Explorador, vigarista.)
  • "Ciuco come na porta".
- Bêbado que nem uma porta.
  • "Coion el ozel chel ga s-chifo del so nido".
- Bobo o passarinho que despreza o próprio ninho.
  • "Co le braghe in man."
- Com as calças na mão. (Trabalho difícil de realizar)
  • "Co l’àqua la toca el col se impara nodar".
- Quando a água chega ao pescoço aprende-se a nadar.
  • "Col ghe riva, nol dòpera mia la scala".
- Quando alcança não usa escada.
  • "Come quei de Guaporè: Prima i tira el due e dopo i tira el trè".
- Como aqueles de Guaporé; primeiro mostram o dois e depois, o três.
  • "Come San Tomaso; el crede s’el ghe mete el naso".
- Como São Tomaz; acredita só se mete o nariz.
  • "Come valo el cuor..? – A colpi, a colpi".
- Como vai o coração..? – A golpes... A golpes...!
  • "Cossì, cossì, come na dona sensa el marit."
- Assim, assim, como uma mulher sem o marido.
  • "Contar busie l’è dir el contràrio de quel che se pensa".
- Mentir é dizer o contrário do que se pensa.
  • "De note, un soco el par un orso".
- À noite, um toco assemelha-se a um urso.
  • "De tanto ndar al posso el baldo el perde el mànego".
- De tanto ir ao poço o balde perde o cabo.
  • "Disi sempre che la è cota".
- Diga sempre que já está cozida. (Concordar é melhor que contestar)
  • "Dona bruta, rispeto a casa".
- Mulher feia, respeito em casa.
  • "Dopo del oio, tuto sbrìssia".
- Depois da graxa, tudo desliza.
  • "Drito come un ciodo".
- Reto como um prego.
  • "El balordo el perde el capel e el scrive el so nome".
- O maluco perde o chapéu e escreve seu nome.
  • "El can de tanti paroni el more da fame".
- O cão de muitos donos morre de fome.
  • "El can pegro nol magna mai la merda calda".
- O cão preguiçoso nunca come merda quente.
  • "El diàolo el caga sempre ntel mucio pi grando".
- O diabo faz cocô sempre no monte maior.
  • "El formàio gratà , el fa spissa ai zenoci".
- O queijo ralado faz comichão nos joelhos.
  • "El ga tolto el cul par na piaga".
- Confundiu o ânus com uma ferida.
  • "El ga na sorte come un can in cesa".
- Tem tanta sorte como um cachorro na igreja. (Só leva coices)
  • "El gato broà, el ga paura, fin de àqua freda".
- Gato escaldado tem medo de água fria.
  • "El ghe trà a la bocia e el ciapa el bocin".
- Atira na bochas e acerta o balim.
  • "El ghe piomba i vermi".
- Leva-o à destruição.
  • "El la capisse sempre a la reversa".
- Compreende sempre às avessas.
  • "El malan el porta el san".
- O doente conduz o sadio.
  • "El mèio dea festa l’è pareciarla".
- O melhor da festa é prepará-la.
  • "El menestro el ga perso el mànego".
- A concha perdeu o cabo. (Um chefe perdeu autoridade)
  • "El pi busier el lo cata".
- O mais mentiroso o encontra (Um perdido..)
  • "El piande el mort par ciavar el vivo".
- Chora o defunto para lograr o sobrevivente.
  • "El pianta aio par catar sù séole".
- Planta alho para colher cebolas.
  • "El primo di che se va in campagna no se fa mia formàio".
- O primeiro dia que se vai ao campo não se fabrica queijo.
  • "El pi grando inferno in tera , la è na fameia in guera".
- O maior inferno na terra é uma família em guerra.
  • "El scrive come un dotor".
- Escreve como um doutor. (Ilegível)
  • "El va farse benedir".
- Vai ao paraíso. (Mais candidamente)
  • "El va farse ciavar".
- Vai danar-se.
  • "El va far tera da bocai".
- Via virar barro de panelas.
  • "El va indrio come i gàmbari".
- Retrocede como os caranguejos.
  • "El vol sconder el sol col tamiso". (crivel)
- Quer tapar o sol com a peneira.
  • "Fàcile come el ovo de Colombo".
- Fácil como o ovo de Colombo.
  • "Fate furbo..!"
- Acorda..!
  • "Fin ai sèi i è putèi; daí sessanta insù i è incora quéi".
- Até aos seis anos são crianças; dos sessenta acima voltam à infância.
  • "Fin che ghinè, viva Giusoè..! Co ghinè pu, vardaremo in sù".
- Até que tem, viva Jerusalem..! Ao terminar, olhemos o ar..!
  • "Fin che la dura, mai paùra".
- Até que é robusto, nada de susto.
  • "Fumana bassa, la piova la passa".
- Cerração baixa, sol que racha.
  • "Fumana u el monte, piova tea fronte".
- Cerração no morro, chuva no coro.
  • "Furbo come la volpe".
- Esperto como a raposa.
  • "Furbo come un merlo".
- Esperto como um melro. (Dorminhoco)
  • "Ghe tiro a chi no vedo e copo chi no credo".
- Atiro no que vejo e acerto no que não creio.
  • "Giusto come un deo tel naso".
- Exato como um dedo no nariz.
  • "Giusto come trè e trè i fa sèi".
- Exato como "dois e dois são quatro.
  • "Giusto come un mostacio".
- Certo como o fio de bigode.
  • "Gras come un porsel".
- Gordo que nem um porco.
  • "Guadagnà in festa, fora par la finestra".
- Ganho na festa, fora pela janela. (Ganho fácil, gasto rápido)
  • "I can i mostre le bale, i coioni i mostra i soldi".
- Os cães exibem os testículos; os bobos mostram o dinheiro.
  • "I cocùmeri de me nona".
- Os pepinos da minha avó..! (Coisas inexistentes)
  • "Indormenso col can, dismìssio co i puldi".
- Adormeço com o cão, acordo com as pulgas.
  • "In driocul come un gàmbaro".
- De ré, como um caranguejo.
  • "Inocente come un gal de sete ani".
- Inocente como um galo de sete anos.
  • "Intrigà morir".
- Lutando para morrer.
  • "I se vol un ben da can".
- Se prezam que nem cachorros.
  • "I soldi, quando i è massa, i deventa del Diaol: Pi che se ghinà, depì se ghin vol; co se more, no se ghin porta mia via; se assa i altri barufando par spartirli; e, no se sà se, quando morimo, San Piero nol dimandarà la Reza dei Conti par saver come i gavemo guadaganadi."
- "O dinheiro, quando é demais, torna-se de Satanás: Quanto mais temos, mais queremos; quando se morre, não se leva nenhum; deixa-se os outros brigando para reparti-los; e , não se sabe se quando morrermos, São Pedro não exigirá a Prestação de Contas para saber como o ganhamos".
  • "I stort e i sguers, i è maledìi da tuti i vers".
- Os aleijados e os vesgos são azarados em tudo. (Provérbio de Mântua, Itália)
  • "I soldi i fa balar anca el orso".
- O dinheiro faz dançar até os ursos.
  • "I tosati e i colombi i sporca le case".
- As crianças e os pombos sujam as casas. (Não guardam segredo)
  • "La alegria la spanta la malatia".
- A alegria espanta a doença.
  • "La cavra che sbèrega la perde el bocon".
- A cabra que berra perde o bocado.
  • "La coa de nantra vedela".
- O rabo de outra terneira (Fuga de assunto)
  • "La galina massa sgorda la crepa el gozo".
- A galinha gorda arrebenta o "papo".
  • "La morte dea piégora, la salute dei can".
- A morte da ovelha é a saúde do cão.
  • "La mussa e i trenta soldi".
- A mula e os trinta dinheiros (Para quem quer tudo).
  • "La ociosità la è la mama de tuti i vìssii".
- A ociosidade é a mãe de todos os vícios.
  • "La sìmia che se grata, la ciama i balini".
- Macaco que se coça chama chumbo.
  • "La soméia un pèrsego maduro".
- Parece um pêssego maduro. (A moça muito bonita.)
  • "Le busie le ga le gambe curte".
- As mentiras têm as pernas curtas.
  • "L'è come el diàolo ntel àqua santa".
- É como o diabo na água benta
  • "L'è ndato farse ciavar".
- Ele foi se roubar. (pessoa iludida)
  • "L'è pi indrio che le patate del porco".
- Esta mais atrasado que culhão de porco.
  • "L'è sordo come na campana".
- É surdo como um sino.
  • "L'è un descanta baùchi".
- É um desperta estupidos.
  • "Lòdete sestel che te gh’è un bel mànego..!"
- Elogia-te cesto, pois, tens um lindo cabo ..! (Para os gabolas)
  • "Maledeta la prèssia".
- Maldita a pressa.
  • "Magna quel che te gh’è e tasi quel che te sè".
- Coma o que tiveres e cala o que souberes.
  • "Magna panoce..!"
- Comedor de espiga milho ..! (Para chamá-lo ignorante como um burro que come milho)
  • "Magnemo polenta e pessi ntel rio".
- Comemos polenta e peixes no rio.
  • - "Magnon el pan?
- Go mia fam.
Magnon del mio....
Magnon, magnon, gràssia a Dio".
- Vamos comer o pão.
Não estou com fome.
Vamos comer do meu.
Vamos comer, graças a Deus.
  • "Molo come na boassa."
- Mole que nem esterco de vaca.
  • "Monta a casa e via a caval".
- sobe (monta) na casa e vai a cavalo. (Pessoa intempestiva)
  • "Na disgràssia no la vien mai sola".
- Uma desgraça nunca vem sozinha.
  • "Na bronsa querta".
- Uma brasa coberta. (pessoa falsa)
  • "Na peada ndove che no peta el sol".
- Um coice onde o sol não bate. (um chute na bunda - mandado embora)
  • "Ndove chel caga el assa el cul".
- Onde faz cocô esquece o ânus. (pessoa desleixada)
  • "Nissun l'è tanto grando che nol possa imparar; nissun l'è tanto pìcolo che nol".
- Ninguém é tão grande que não possa aprender; ninguém é tão pequeno que não possa ensinar.
  • "No ghe ze sabo sensa sol, doménega sensa messa e luni sensa debolessa".
- Não há Sábado sem sol, Domingo sem missa e Segunda sem preguiça.
  • "No se magna mai na merda dagusto".
- Não se come nunca uma bosta com bom gosto.
  • "No te gh’è mia bastoni..? Solo un, ma molo."
- "Não tens paus..? (No jogo de cartas) Só um, mas (eu?) frouxo. (Solto)" (Duplo sentido.)
  • "Nol ghe vede un palmo davanti el naso.."
- Não enxerga um palmo diante do nariz.
  • "Ntel perìcolo lè mèio starghe distante, che saverla longa".
- No perigo é melhor ausência de corpo do que presença de espírito.
  • "O magna sto osso o salta sto fosso".
- Ou come este osso ou pula este poço.
  • "Ogni busa la ga la so scusa".
- Toda a cova tem sua desculpa.
  • "Ogni fuso el ga el so buso".
- Toda "agulha tem seu buraco.(tudo tem seu par)
  • "Ogni merlo al so nido".
- Todo o sabiá, ao seu ninho.
  • "Par fin chel gapia un rospo ntea pansa".
- Parece até que está com um sapo na barriga. (Pessoa muito orgulhosa)
  • "Par gòder ben la vita bisogna tirarla drita".
- Para viver bem a vida é preciso caminhar honestamente.
  • "Par ndar in Paradiso bisogna diventar inocenti come i tosatèi".
- Para ir ao céu é preciso tornar-se inocente como as crianças.
  • "Piàntelo ciaro, teo toli su col caro; piàntelo fisso, teo toli su col bocal da pisso".
- Plante longe e colha com o carro; plante junto e colha com o penico.
  • "Pianto de dona, troto de musso".
- Choro de mulher, trote de mula. (Não assustam ninguém)
  • "Pien de sorte come un can in cesa".
- Sortudo como um cão na igreja. (Leva chutes )
  • "Pi indrio che le patate dei porchi".
- Mais atrasado que as bolas dos porcos. (genitalia)
  • "Pi longo chel ano dea fame".
- Mais comprido do que um ano da fome.
  • "Pi longo che el sepolimento de un sior".
- Mais cumprido que enterro de rico.
  • "Pimpian se va a lontan, forte se va a la morte".
- Devagar se vai ao longe; rapido se vai à morte.
  • "Piova de inverno, deventa un inferno".
- Chuva no inverno, vira um inferno.
  • "Piova de istà, beati chi la ga".
- Chuva de verão, benditos os que a terão.
  • "Piove a sece roverse".
- Chove aos baldes.
  • "Pissa brodo".
- urina quente. (pessoa que leva e traz- nao da tempo de esfriar...)
  • "Pi sgoelto che la lievre".
- Mais ligeiro que a lebre.
  • "Pitosto de vardar uno a stelare, l’è meio veder uno a cagare".
- Melhor ver um homem rachando lenha que alguém cagando.
  • "Poco, ben e sempre".
- Pouco, bem e sempre.
  • "Polenta e late, ingrossa le culate".
- Polenta e leite engrossa as coxas.
  • "Polenta freda fa carità ai poareti".
- Até polenta fria é caridade para os pobres.
  • "Porta schiti".
- Fofoqueiro.
  • "Prima San Piero, dopo i so Apòstoli".
- Primeiro São Pedro, depois os seus apóstolos. (o chefe na frente)
  • "Pròpio mal ciapà".
- Realmente mal pegado. (Em maus lençóis, pobre)
  • "Rosso come un gàmbaro tea padela".
- Vermelho como um caranguejo na frigideira. (bebado ou mentiroso)
  • "Rosso come un garòfolo".
- Vermelho como um cravo.(bebado ou mentiroso)
  • "Rosso de sera, bom tempo se spera".
- vermelho ao entardecer, bom tempo se espera.
  • "Saren de matina, piova o spiovesina".
- Vermelho ao amanhecer, chuva ou chuvisco.
  • "Scarpe nove fa mal ai pié".
- Sapato novo machuca o pé.
  • "S-chersi de man, s-chersi da vilan".
- Brinquedo de mão, brinquedo de bobo.
  • "Seca come un bacalà".
- Seca como o bacalhau.
  • "Se Dio vol e el toro el me assa".
- Se Deus quiser e o touro permitir
  • "Sgionfo come un rospo".
- Estufado como um sapo.
  • "Signor, signor segnei; se no i vol morir, copei".
- Senhor, Senhor, amaldiçoe; se não quiserem morrer, mate-os.
  • "Soldi e bote no i torna pi".
- Dinheiro e bordoada não têm retorno.
  • " Som maridà,
son sassinà..!
Pien de dèbiti,
Sensa crèdito
e... Dio me vede".
- "Sou casado
assassinado..!
Cheio de dívidas,
Sem nenhum crédito
E ... Deus me vê".
  • "Speta caval che la erba la nassa".
- Espera, cavalo que o capim nasça.
  • "Su co le rece..!"
- Ouvidos atentos..!
  • "Tempo de paia, madurisse i nèspoli".
- Época da trabalho, amadurecem as ameixas.
  • "Tempo de guerra, pi "bale" che tera".
- Tempo de guerra, mais boatos que fatos.
  • "Tromba de culo, salute de corpo".
- Ronco de bunda, saúde do corpo
  • "Tuta la merda la ga la so spussa".
- Todo o cocô tem seu cheiro.
  • "Tuti i gropi i vien al pètene".
- Todos os nós vêm ao pente.
  • "Va farte benedir..!"
- Vá fazer-te abençoado..!
  • "Va farte ciavar..!"
- Vá te lascar..!.
  • "Vanti col Cristo che la procission la è indrio".
- Adiante com o Cristo que a procissão está atrasada.
  • "Va piantar patate..!"
- Vá plantar batatas..!
  • "Vien su el pel de oca..!"
- cresce o pêlo no ganso..!(grande mentira)
  • "Vien su le òspie...!"
- Fico enraivecido..!
  • "Vòltela Gioani, che la se brusa".
- Muda de assunto... Senão incendeia..!
  • "Zaldo come na candela".
- Amarelo como uma vela.
Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: Talian.