Diferenças entre edições de "Salman Rushdie"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
316 bytes removidos ,  21h57min de 11 de julho de 2005
sem resumo de edição
*"Receio dizer que não gosto do trabalho de Paulo Coelho. Também não gosto de 'O Código Da Vinci', mas parece que o livro vende muito bem. Ou tenho mau gosto ou as outras pessoas têm. Há livros facilmente consumíveis e que dão um conforto simples às pessoas. Não é o meu negócio".
:- ''Salman Rushidie, na feira de livros de Parati, em 11 de julho de 2005, de acordo com o site do jornal Folha de São Paulo''.
 
Rushdie contou que descobriu a literatura latino-americana há muitos anos. Primeiro a de língua espanhola, com Jorge Luis Borges, Mario Vargas Llosa, Carlos Fuentes. Depois, a de língua portuguesa. "Memórias Póstumas de Brás Cubas", "Quincas Borba" e "Dom Casmurro" o deixaram encantado por Machado de Assis.
 
* "Não parecem livros escritos há cem anos. A impressão é que foram escritos anteontem"
Utilizador anónimo

Menu de navegação