Diferenças entre edições de "Chico Xavier"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
747 bytes adicionados ,  19h05min de 19 de julho de 2008
sem resumo de edição
* “Se eu fosse esperar melhores condições espirituais para servir, até o presente momento eu não teria começado.” (BACCELLI, Carlos. O Evangelho de Chico Xavier. São Paulo: Didier, 2000, p. 151)
 
* “Uma das mais belas lições que tenho aprendido com o sofrimento: Não julgar, definitivamente não julgar a quem quer que seja.”(BACCELLI, Carlos. O Evangelho de Chico Xavier. São Paulo: Didier, 2000, p. 151)
 
* “Em qualquer lugar, em qualquer circunstância, do jeito que estivermos, por fora e por dentro de nós mesmos, Jesus nos aceitará na condição de seus cooperadores na obra do Evangelho.” (BACCELLI, Carlos. O Evangelho de Chico Xavier. São Paulo: Didier, 2000, p. 144)
 
* “Lágrima não substitui suor; pelo menos, em mim nunca substituiu... Quando acabo de chorar, estou na mesma situação.” (BACCELLI, Carlos. O Evangelho de Chico Xavier. São Paulo: Didier, 2000, p. 72)
 
* “O choro que vive na preguiça, esquece do trabalho, não é mais choro, é perturbação.” (BACCELLI, Carlos. Chico Xavier, à sombra do abacateiro. São Paulo: IDEAL, 2002, p. 61)
 
* “Quando demonstramos boa vontade, aceitação, os Benfeitores da Vida Maior nos auxiliam a descobrir o caminho...” (BACCELLI, Carlos. Chico Xavier, à sombra do abacateiro. São Paulo: IDEAL, 2002, p. 63)
 
* “Não me sinto insubstituível... Não passo de grama que cresce no chão; quando a grama morre, nasce outra no lugar...” (BACCELLI, Carlos. O Evangelho de Chico Xavier. São Paulo: Didier, 2000, p. 133)
* “O espírito que adquirir a virtude do perdão não achará dificuldade em mais nada. Haja o que houver, aconteça o que acontecer, ele saberá administrar sua vida...” (BACCELLI, Carlos. O Evangelho de Chico Xavier. São Paulo: Didier, 2000, p. 117)
 
* “Em matéria de reformas, os benfeitores espirituais me ensinam que não devo esquecer primeiramente as que se referem à melhoria de mim mesmo.” (LEMOS, Geraldo. Chico Xavier: Mandato de amor. Belo Horizonte: União Espírita Mineira, 2007, p. 200)
* “O Antigo Testamento é o símbolo do homem batendo às portas da Providência Divina, pedindo uma revelação de luz para que a estrada da criatura humana seja iluminada, e o Novo Testamento é a resposta da Divina Providência ao homem (...) os Profetas significam a pergunta, e Jesus a resposta.” (Entrevista ao programa da Hebe, no natal de 1987)
 
* “Lição e aplicação ou teoria e prática precisam uma da outra, entretanto, acreditamos que, se estamos em grande necessidade ou em grande sofrimento, mais valem socorro possível ou o remédio providencial que uma longa série de ensinamentos sobre a caridade, ou sobre a ciência de curar, sem a possível ação imediata que os realize.” (NOBRE, Marlene R.S. Lições de Sabedoria. São Paulo: Editora Jornalística Fé, 1997, p. 126)
 
*"Eu permito a todos serem como quiserem, e a mim como devo ser."
Utilizador anónimo

Menu de navegação