Diferenças entre edições de "Harold Bloom"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
352 bytes adicionados ,  15h50min de 21 de junho de 2006
sem resumo de edição
(Revertido)
*Leio em português com certa fluência. Gosto muito de [[José Saramago]], somos bons amigos, embora eu não concorde com a posição dele em relação à guerra contra o terrorismo. Ele é [[comunismo|comunista]], respeito as idéias dele, mas não concordo. É um bom escritor. Em poesia, a língua portuguesa legou [[Camões]] e [[Fernando Pessoa]]. Na ficção, adoro [[Eça de Queirós]] e [[Machado de Assis]]. Considero Machado o maior gênio da literatura brasileira do século XIX. Ele reúne os pré-requisitos da genialidade: exuberância, concisão e uma visão irônica ímpar do mundo. Procuro um grande poeta brasileiro vivo. Ainda não o encontrei. Conheço [[Carlos Drummond de Andrade]] e ouvi falar de [[Guimarães Rosa]], que adoraria ler. Não sei se terei tempo.
:- ''Fonte: Revista Época Edição 246 - 03/02/2003''
 
*"Não sabemos quem é mais louco, se o presidente Bush ou o presidente do Irã. Ambos foram eleitos democraticamente. O que é confuso, porque aprendemos desde sempre que a democracia é o melhor sistema de governo que existe."
Harold Bloom, em entrevista ao jornalista Paulo Polzonoff Jr.
:Fonte: Revista VEJA, Edição 1961 . 21 de junho de 2006
 
==Links==
5 299

edições

Menu de navegação