Alterações

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
240 bytes adicionados ,  11h35min de 20 de março de 2006
sem resumo de edição
------
 
**...A minha tiazinha falava muito na falta que lhe fazia esse ombro amigo, apoio e diversão, envelheceu procurando um. Não achou nem o ombro nem as partes, o que a fez chorar sentidamente na hora da morte, Mas o que você quer, queridinha?! a gente perguntava. Está com alguma dor? Não, não era dor. Quer um padre? Não, não queria mais nenhum padre, chega de padre. Antes do último sopro, apertou desesperadamente a primeira mão ao alcance: “É que estou morrendo e não me diverti nada!””
:Autor: [[Lygia Fagundes Telles]]
 
*"Ninguém é tão velho que não espere que depois de um dia não venha outro".
:Autor: [[Sêneca]]
 
*“Não acho maravilhoso envelhecer. A gente envelhece na marra, porque não há mesmo outro jeito, já fui a tantas estações de águas, já bebi de tantas fontes – onde a Fonte da Juventude, onde?”
:Autor: [[Lygia Fagundes Telles]]
 
*"A velhice é um estado de repouso e de liberdade no que respeita aos sentidos. Quando a violência das paixões se relaxa e o seu ardor arrefece, ficamos libertos de uma multidão de furiosos tiranos".
822

edições

Menu de navegação