Diferenças entre edições de "Daisaku Ikeda"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
sem resumo de edição
*"Não podemos pedir para os outros que o transformem [nosso carma] para nós. Somente por meio da fé́ sincera e fervorosa poderemos extinguir as nuvens da ignorância fundamental e fazer o sol do estado de buda se elevar radiantemente em nosso coração."<Ref>(NRH. Vol.18 “Avanço”, p. 172)</ref>
 
*"Uma cerejeira é uma cerejeira; um pessegueiro é um pessegueiro. Não precisamos ser todos cerejeiras; assim como cada árvore floresce de um jeito só seu, deveríamos nos empenhar para viver de forma natural.... Há, porém, uma diferença entre “ser quem você é” e “permanecer como está”. Se você se contenta em permanecer como está, nunca vai se desenvolver. Refletindo profundamente sobre quem você realmente é e qual o seu propósito na vida, somando esforços e mais esforços e desafiando a si mesmo sem esmorecer, fará desabrochar a flor da sua missão na vida. É o que acontece quando se põe em prática o princípio da “cerejeira, ameixeira, pessegueiro e damasqueiro<ref>Brasil Seikyo, Edição 2292, 19/09/2015, pág. B1 / Encontro com o Mestre</ref>
 
*"Imaginem o lançamento de um foguete, por exemplo. Os cálculos matemáticos podem estar precisamente confirmados nos mínimos detalhes, mas se a propulsão da máquina for fraca o foguete não entrará em órbita. Para nós, o poder do Daimoku fornece uma ilimitada força capaz de lançar nossa vida como um foguete."<ref>Brasil Seikyo, Edição 1532, 20/11/1999, pág. A3 / Discurso do Presidente da SGI</ref>
458

edições

Menu de navegação