Euclides da Cunha: diferenças entre revisões

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
520 bytes adicionados ,  25 de abril de 2015
Sem resumo de edição
* “''Os Sertões'', de Euclides da Cunha, foi o Brasil vomitado. Qualquer obra de arte, para ter sentido no Brasil, precisa ser golfada hedionda.” (entrevista a Luciane Louzeiro para o ''Jornal do Brasil'', s.d.)
:: Nelson Rodrigues, dramaturgo, jornalista e escritor
* “Euclides da Cunha e Alberto Rangel são responsáveis por uma reviravolta na prosa amazônica, sendo, por vezes, considerados como pontos cruciais do início da literatura moderna do Norte. Na linha dos estudos memorialistas desta tese, atribui-se a Euclides e Rangel a formação de uma protomemória do ciclo da borracha.” (Rafael Voigt Leandro, Os ciclos ficcionais da borracha e a formação de um memorial literário da Amazônia, Tese de Doutorado em Literatura Brasileira, Universidade de Brasília, 2014)
 
[[Categoria:Pessoas]]
44

edições

Menu de navegação