Diferenças entre edições de "Milton Friedman"

Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
1 562 bytes adicionados ,  19h02min de 6 de fevereiro de 2011
sem resumo de edição
 
*''"O Estado pode legislar um nível de salário mínimo, mas dificilmente pode levar os empregadores a contratar por esse mínimo os que estavam empregados anteriormente com salários mais baixos. Não é, evidentemente, do interesse dos empregadores fazê-lo. O efeito do salário mínimo é, portanto, o de tornar o desemprego maior do que seria em outras circunstâncias. Até onde baixos níveis de salário são de fato sinal de pobreza, as pessoas que ficam desempregadas são precisamente aquelas que menos podem perder a renda que recebiam até então, por menor que parecesse às pessoas que votaram as leis do salário mínimo."'' <small>([[Milton Friedman]])</small>.
::* Cap. 11 "Medidas para o bem-estar social" de "Capitalismo e Liberdade".
 
 
*''"Os argumentos contra a nacionalização do processo de venda das anuidades (seguro social) são bastante fortes, não só em termos dos princípios liberais, mas também em termos dos valores expressos pelos proponentes das medidas em questão. Se realmente acreditam que o governo está em condições de oferecer tais serviços em nível superior em comparação com o mercado, deveriam ser favoráveis à participação de empresas privadas em comparação com as do Estado. Se estiverem certos, as empresas do governo progredirão. Se estiverem errados, o bem-estar do povo será mais bem atendido pelo fato de existir a alternativa privada."'' <small>([[Milton Friedman]])</small>.
::* Cap. 11 "Medidas para o bem-estar social" de "Capitalismo e Liberdade".
 
 
*''"Aqueles, dentre nós, que acreditam em liberdade devem crer também na liberdade dos indivíduos de cometer seus próprios erros. Se um homem
prefere, conscientemente, viver o dia de hoje, usar seus recursos para se divertir, escolhendo deliberadamente uma velhice de privações, com que direito podemos impedi-lo de agir assim? Podemos argumentar com ele, tentar persuadi-lo de que está errado. Mas podemos usar a coerção para impedi-lo de fazer o que deseja fazer? Não existirá a possibilidade de que esteja ele certo e nós errados? A humildade é a virtude que distingue o indivíduo que acredita na liberdade; a arrogância é a que distingue o paternalista."'' <small>([[Milton Friedman]])</small>.
::* Cap. 11 "Medidas para o bem-estar social" de "Capitalismo e Liberdade".
 
15

edições

Menu de navegação