Theodor Adorno

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Max Horkheimer (na frente à esquerda), Theodor Adorno (frente à direita)
Theodor Adorno
Theodor Adorno em outros projetos:

Theodor Ludwig Wiesengrund-Adorno (11 de setembro de 1903, Frankfurt, Alemanha - 6 de agosto de 1969). Filósofo, sociólogo, musicologista e compositor.


  • "O humano estabelece-se na imitação: um homem torna-se um homem apenas imitando outros homens."
- Fonte: "Minima Moralia, II"
  • "O amor é a capacidade de perceber o semelhante no dessemelhante."
- Fonte: "Minima Moralia, II"
  • "A própria sociabilidade é participação na injustiça, porquanto dá a um mundo frio a aparência de um mundo em que ainda se pode dialogar, e a palavra solta, cortês, contribui para perpetuar o silêncio, pois, pelas concessões feitas ao endereçado, este é ainda humilhado [na mente] do falante."
- "Fonte: "Minima Moralia"
  • "Para o intelectual, a solidão inviolável é a única forma em que ainda se pode verificar a solidariedade. Toda a participação, toda a humanidade do trato e da partilha são simples máscara da tácita aceitação do inumano."
- "Fonte: "Minima Moralia"
  • "Os que expressam os seus pensamentos na forma de juízo livre, distanciado e desinteressado são os que não foram capazes de assumir nessa forma a experiência da violência, o que torna inútil tal pensamento. O problema, quase insolúvel, consiste aqui em não se deixar imbecilizar nem pelo poder dos outros nem pela impotência própria."
- "Fonte: "Minima Moralia"
  • "Nenhuma teoria escapa mais ao mercado: cada uma é oferecida como possível dentre as opiniões concorrentes, tudo pode ser escolhido, tudo é absorvido. Ainda que o pensamento não possa colocar antolhos para defender-se; ainda que a convicção honesta de que a própria teoria está isenta desse destino certamente acabe por se degenerar em uma auto exaltação, ainda assim a dialética não deve emudecer diante de tal repreensão e da repreensão com ela conectada referente à sua superfluidade, à arbitrariedade de um método aplicado de fora."
- "Fonte: "Dialética Negativa"
  • "A dialética opõe-se tão bruscamente ao relativismo quanto ao absolutismo; não é na medida em que busca uma posição mais intermediária entre os dois, mas atravessando os extremos, partindo de sua própria ideia, que ela procura mostrar sua não-verdade."
- "Fonte: "Dialética Negativa"
  • "De maneira análoga, seria preciso que a filosofia não fosse reduzida a categorias, mas, em certo sentido, primeiro compusesse a si mesma. No curso de sua progressão, ela precisa se renovar incessantemente, a partir de sua própria força do mesmo modo que a partir do atrito com aquilo com o que se mede; é aquilo que se passa nela que decide, não uma tese ou posição; o tecido, não o curso de via única dedutivo ou indutivo do pensamento."
- "Fonte: "Dialética Negativa"
  • "Para a felicidade se aplica o mesmo que para a verdade. Alguém não a tem, mas está nela."
- citado em "Frases Geniais" - Página 13, de PAULO BUCHSBAUM - Editora Ediouro Publicações, ISBN 8500015330, 9788500015335
  • "Há alguma evidência de que a dignidade da arte depende do tamanho do interesse dos que admiram".
- manches spricht dafür, daß die Dignität der Kunstwerke abhängt von der Größe des Interesses, dem sie abgezwungen sind
- Ästheische Theorie - Página 24, Theodor W. Adorno, Suhrkamp, 1970