The Who

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Who - 1975.jpg

O The Who foi uma banda de Rock surgida na década de 1960, formada por Roger Daltrey (vocalista), Pete Townshend (guitarrista), John Entwistle (baixista) e Keith Moon (baterista).



Roger Daltrey[editar]

  • "Se John pudesse ter planejado sua morte, ele a teria feito mais ou menos da forma como realmente aconteceu. A única coisa que ele mudaria, imagino, seria mandar mumificar seu corpo, trazer para o quarto seus queridos peixes e seu baixo e colocar uma porta de vidro para que pudessem observá-lo para sempre. Na porta estaria escrito “Hard Rock Exhibit”. Ele teria amado isso. John adorava a fama. Era o tipo de cara que colocava uma jaqueta com letras luminosas onde se lia: Sou o famoso John Entwistle do grupo The Who."
- Sobre seu colega de banda John Entwistle
  • "Eu nunca quis ser o líder do Who. Eu queria estar em uma banda que compartilhasse idéias e as realizasse. A maioria das brigas era pelo fato de Pete querer ser a merda do líder. Era só por isso. Até então não tínhamos um líder e tudo ia muito bem. Eu senti que começamos a descer ladeira abaixo em meados dos anos 70, quando Pete conquistou essa posição de ser o líder e de ser o compositor principal, escrevendo tudo, produzindo demos e 'é isso que nós vamos tocar e pronto'. Foi aí que a banda começou a morrer pra mim, foi aí que deixamos de ser um grupo."
  • "Eu não acho que o Who poderia ter deixado de fazer sucesso. Nós não conhecemos fracasso nesta banda. Nós não conhecemos fracasso."

Pete Townshend[editar]

  • "Quando eu era moleque eu sentia que a guitarra era tudo que eu tinha. Eu não era durão o bastante pra entrar em uma gangue, não era bonito o bastante pra conseguir garotas, não era esperto o bastante pra me dar bem na escola, não era bom dos pés o suficiente para jogar futebol, eu era um maldito perdedor. Acho que todo mundo se sente assim em certo ponto da vida."
- When I was a nipper I felt that the guitar was all I had. I wasn't tough enough to be in a gang, I wasn't good looking enough to be in with the birds, not clever enough to make it at school, not good enough on my feet to be good football player, I was a fucking loser. I think everyone feels that way at some point.
- Pete Townshend, The Who, na música "I'm One", album Quadrophenia (1973)
  • "Não existe opressão na nossa banda. Nós somos o que somos e ninguém tem nada com isso. Nós dizemos o que queremos, quando queremos... se não fôssemos assim isso arruinaria nossas apresentações. A gente toca de acordo com nosso sentimento".
- Fonte: Julho de 1965
  • "Eventualmente nós vamos nos destruir como um grupo. Vai acontecer mais dia menos dia. Ninguém consegue ficar se metendo na vida de outra pessoa 24 horas por dia eternamente."
  • "O Rock'n'Roll é uma das chaves, uma das muitas, muitas chaves de uma vida complexa. Não fique se matando tentando todas as outras chaves. Sinta o rock'n'roll, e então provavelmente você vai descobrir a melhor chave de todas."
  • "O Rock'n'Roll não é a salvação na vida de ninguém. Muitos músicos de rock não fazem nem idéia das merdas que dizem."
  • Quer saber de uma coisa? Eu odeio me sentir velho demais pra fazer o que eu faço."
- Aos 30 anos de idade, em 1975
  • "Eu me conformei com o fato de que eu não tenho o necessário para ser um 'guitar hero'. O engraçado é que eu não respeito esse tipo de guitarrista. Tipos como Jeff Beck ou Jimmy Page não me empolgam nem um pouco, embora eu goste do que eles fazem. Eles são extremamente competentes, mas eu aposto que dariam o braço direito para serem bons compositores - não necessariamente um Pete Townshend, entretanto."
- Em entrevista ao "New Musical Express", 1975
  • "Quando eu estou no palco - deixe-me tentar explicar - quando eu estou no palco, eu fico fora de mim. Eu nem mesmo sei quem sou. Eu não sou essa pessoa racional sentada aqui conversando com você. Se você subir no palco no meio de um concerto para uma entrevista, eu provavelmente chegue perto de te matar - EU JÁ estive prestes a matar pessoas que subiram no palco. Abbie Hofmann subiu no palco em Woodstock e eu quase o matei com minha guitarra. Um cameramen veio... um, um, um policial apareceu quando o maldito prédio do Fillmore em Nova York estava pegando fogo - eu dei-lhe um chute nas bolas e o mandei pra longe. Não é como estar possuído, entende, é só - eu faço meu trabalho, e eu tenho que entrar num certo estado mental para fazê-lo."
  • "É difícil responder críticas como, 'Aí está você, com cem milhões de dólares no banco e reclamando o quão infeliz você é', e a gente ouve isso com frequência. 'Não me venha com suas músicas miseráveis. Me faça feliz'. E sendo um artista você responde, 'Bem, eu não posso. Eu estou infeliz.' 'Bom, foda-se se você está infeliz. Suma da face da Terra.' Não se diz uma coisa dessas a uma pessoa infeliz. Você me entende, não se diz pra alguém que está triste, 'Vá se foder! Saia da minha vida!', mas as pessoas dizem isso para os artistas. Nós fomos eleitos pelo público para sermos as pessoas felizes, para sermos aqueles que divertem, para ser uma força construtiva, positiva. E quando você fracassa em ser assim, eles esperam que você desapareça. E é bem difícil desaparecer. Mas você sabe que deve sumir, porque também se sente assim em relação aos outros artistas."

John Entwistle[editar]

  • "Eu simplesmente queria ser barulhento. Costumava me irritar o fato de os outros poderem aumentar o volume de suas guitarras, então eu decidi que seria um guitarrista. Eu queria ser o guitarrista base. Este papel era o mais glamouroso para mim. Mas eu sempre preferi o som do baixo - me empolgava mais. E foi com ele que eu fiquei."
  • "Nós ficamos ricos mais tarde do que eu esperava. Agora eu estou velho demais pra curtir meu dinheiro."
  • "Eu me olho no espelho e penso, 'Que merda, eu costumava ser bem melhor do que isso'. Mas quando eu pego minhas fotografias antigas eu penso, 'Não, eu não era'. Eu era uma imitação barata com 100 quilos do Rasputin. O gordinho do rock'n'roll. Meu visual está melhor e eu me sinto bem, mais do eu jamais estive. Eu quero viver para ser um velho excêntrico."
  • "Eu era um dos amigos mais íntimos do Keith. Eu oprimi o quanto pude minhas emoções quando ele morreu. Eu não parei para pensar naquilo, então foi como se nunca tivesse acontecido. Eu me senti muito mal, porque eu nem ao menos conversei com a mãe dele por um bom tempo. Agora que se passaram tantos anos eu me envergonho de ter de sequer tocar no assunto com ela. Minha auto-proteção foi esquecer que ele havia morrido. Funcionou por um tempo mas... é estranho, estranho. Eu ficaria muito mais devastado se ele não tivesse passado aqueles três anos na Califórnia. Eu me acostumei com o fato de ele não estar por perto. Se Keith tivesse morrido antes de ter ido pra Califórnia, eu não sei o que eu teria feito. Ele parecia não ser capaz de sair do palco. Ele tinha que ser sempre O Keith Moon. Ele representava o papel de Keith Moon porque não se lembrava mais como era ser normal."
  • "A maioria das nossas discussões pessoais eram muito curtas. 'Foda-se! Foda-se!', e estava tudo resolvido. Haviam rusgas sobre a liderença da banda. Eu nunca me meti nisso. Eu deixava Roger e Pete decidirem quem eles achavam que era a pessoa mais importante do Who."
  • "Eu abandonava a banda a cada duas semanas e quase fui baixista na Jimi Hendrix Experience e no The Moody Blues. Eu toquei com Jimi várias vezes, inclusive em sua primeira noite no Reino Unido. Foi uma história meio esquisita. Ele ficava gritando que eu estava no tom errado, e depois do show percebeu que era a guitarra dele que estava desafinada. Jimi me convidou pra tocar com ele mas eu recusei. Estava numa semana boa com o Who."
  • "Imagino que tocar heavy metal seja como cheirar o próprio peido".
- Fonte: Guia dos RoC(k)uriosos, publicado pela revista Showbiz, edição 146.

Keith Moon[editar]

  • "Eu tento me envolver completamente com a música, e só então é que meu instrumento se torna parte dela. Quando eu começo a pensar, então aquilo se transforma em um solo de bateria. Eu tenho sorte de ter esse talento de funcionar fisicamente no palco enquanto minha consciência está em um lugar completamente diferente (...) Eu não acho que um baterista deva pensar no que ele está fazendo, simplesmente é chegar lá e tocar."
- Em entrevista à publicação "Internacional Musician Magazine", 1976
  • "Algumas pessoas me perguntam o porque de eu não fazer solos de bateria - é a coisa mais entediante do mundo."
- Idem, 1976
  • "Se você não gosta disso, você pode ir se foder!"
- À sua namorada, depois que solicitou que ela cozinhasse um filé no meio da madrugada. Moon morreria horas depois de overdose de Heminevrin, remédio contra o alcoolismo.
  • "Eu não gosto desse grande kit entre mim e a platéia. Eu invejo o guitarrista, que pode se movimentar e chegar mais perto da platéia. Eu não posso fazer isso, eu tenho que ficar sentado lá atrás, então eu comecei a agir de um jeito diferente e passei a chamar atenção para a bateria com as acrobacias e todos esses truques."
- Em entrevista à "Internacional Musician", publicada postumamente em outubro de 1978.
  • "Eu sou o melhor imitador de Keith Moon do mundo!"
- John Bonham, ao falar sobre suas influências em uma entrevista.
Wikipedia-logo.png
A Wikipédia possui um artigo de ou sobre: The Who.