Ruhollah Khomeini

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ruhollah Khomeini
Ruhollah Khomeini
Ruhollah Khomeini em outros projetos:

Ayatollah Ruhollah Khomeini (آیت‌الله روح‌الله خمینی em pérsico) (17 de Maio de 1900 - 3 de Junho de 1989) foi um fundamentalista clerical Xiita iraniano e o líder espiritual e político da Revolução Iraniana de 1979 que depôs Mohammad Reza Pahlavi, na altura o Xá do Irão. Ele é considerado o fundador do moderno estado xiita e governou o Irão desde a deposição do Xá até à sua morte em 1989.


Atribuídas[editar]

Question book-3.svg Este artigo ou secção não cita as suas fontes ou referências. Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes.
  • A cura definitiva da maioria dos vícios e corrupções depende da cura do apego ao mundo e ao próprio ego, posto que ao curá-los a alma humana consegue tranqüilidade e segurança, e o coração se sossega e adquire a força da certeza sendo negligente em relação aos assuntos mundanos e não dando importância a nenhum tipo de comida e bebida; e se alguém o molesta por algum problema mundano ele o assume e toma com tranqüilidade, e desde que seu amado não é isca de peixe da gente do mundo, não vai detrás disso com ardor, e apesar de que resulta difícil cortar a raiz do apego ao mundo, especialmente ao começo da viagem, cada assunto difícil se torna fácil com uma decisão firme. A força da vontade e a decisão domina cada assunto difícil e problemático, e facilita e aproxima cada caminho, embora fosse comprido e pedregoso.
  • OH homem cruel! Medita! Note qual é a enfermidade de seu coração que o tem feito mais duro que uma rocha e que não aceita o Corão de Deus que veio para te salvar do castigo e trevas.
  • Querido! Sabe que os desejos do ego e a concupiscência não chegarão a nenhum lugar e que sua ansiedade jamais tem fim.
  • Toda desgraça que acontece ao homem ou que a sociedade padece por culpa de seus capitalistas se deve à concupiscência e ao egoísmo.
  • Até que se encontrem encadeados por seu ego e desejos não poderão empreender a luta no caminho de Deus e defender a santidade de Deus.
  • Não é possível que o homem seja tanto monoteísta como ególatra. Não é possível que o ser humano considere tanto seus próprios benefícios como os benefícios do Islã. O critério a seguir deve ser sozinho um deles dois.