John Lennon

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Lennon
John Lennon
John Lennon em outros projetos:

John Lennon, ( 9 de Outubro de 1940 - 8 de Dezembro de 1980), músico britânico, membro dos Beatles.



Letras[editar]

The Beatles[editar]

I am the Walrus!
[Eu sou a Morsa!]
-"I Am the Walrus"
You say you want a revolution
Well you know, we all want to change the world
[Dizes que queres uma revoulção / Bem, sabes, todos queremos mudar o mundo]
- "Revolution"
All you need is love
[Só precisas de amor]
- "All You Need is Love"
Well here's another clue for you all
The walrus was Paul.
(Bem, aqui está outra pista para todos / A morsa era o Paul)
- "Glass Onion"
Half of what I say is meaningless
But I say it just to reach you, Julia
[Metade do que digo não tem significado / Mas digo-o só para te alcançar, Julia]
(...)
When I cannot sing my heart, I can only speak my mind
[Quando não consigo cantar o meu coração, só consigo dizer o que penso]
- "Julia"
I was the dreamweaver,

But now I'm reborn. I was the walrus, But now I'm John.

Eu era o tecedor de sonhos

Mas agora renasci. Eu era a morsa, Mas agora sou John.

- "God"
Christ, you know it ain't easy
You know how hard it can be.
The way things are going,
they're gonna crucify me.
[Cristo, sabes que não é fácil / Sabes como pode ser difícil / Da forma como as coisas estão / vão-me crucificar]
"The Ballad of John and Yoko" (1969)

John Lennon[editar]

  • "Deus é um conceito pelo qual medimos nossa dor".
- God is a Concept by which we measure our pain.
- John Lennon, na música "God"
Mother, you had me, but I never had you.
I wanted you, but you didn't want me
[Mãe, tu tiveste-me, mas eu nunca te tive / Eu queria-te, mas tu nunca me quiseste.]
- "Mother"
They hate you if you're clever, and they despise a fool.
[Odeiam-te se fores esperto, e desprezam um tolo.]
(...)
When they've tortured and scared you for twenty odd years
Then they expect you to pick a career
When you can't really function you're so full of fear
A working class hero is something to be
[Quando te assustaram e torturaram durante 20 estranhos anos / Então esperam que escolhas uma carreira / Quando não consegues mesmo funcionar, estás tão cheio de medo / Há que ser um herói da classe operária]
(...)
If you want to be a hero well just follow me
[Se quiseres ser um herói, basta seguires-me]
- "Working Class Hero"
God is a concept by which we measure our pain.
[Deus é um conceito pelo qual medimos a nossa dor]
(...)
I don't believe in Elvis
I don't believe in Zimmerman
I don't believe in Beatles.
I just believe in me
Yoko and me
And that's reality.
[ Não acredito em Elvis / Não acredito em Zimmerman (=Bob Dylan) / Não acredito em Beatles / Só acredito em mim / Em Yoko e em mim / E isso é a realidade]
(...)
I was the Walrus, but now I'm John
And so dear friends, you'll just have to carry on
The dream is over.
[Eu era a Morsa, mas agora sou o John / E por isso, caros amigos, têm de seguir em frente / O sonho (= Os Beatles) acabou]
- "God"
Imagine there's no heaven,
It's easy if you try,
No hell below us,
Above us only sky,
Imagine all the people
living for today...
Imagine there's no countries,
It isnt hard to do,
Nothing to kill or die for,
No religion too,
Imagine all the people
living life in peace...
You may say I'm a dreamer,
but I'm not the only one
I hope some day you'll join us
And the world will be as one.
[Imagina que não existe Céu / É fácil se tentares / Nenhum Inferno por baixo de nós / Acima de nós apenas céu / Imagina todas as pessoas / Vivendo para hoje... / Imagina que não existem países / Não é difícil de fazer / Nada por que matar ou morrer / Nem religião / Imagina todas as pessoas / Vivendo a vida em paz / POdes dizer que sou um sonhador / Mas não sou o único / Espero que um dia te juntes a nós / E o mundo será como um só]
- "Imagine"
How can I give love when I don't know what it is I'm giving?
[Como posso dar amor se não sei o que estou a dar?]
"How?"
Life is what happens to you while you're busy making other plans.
[A vida é o que te acontece quando estás ocupado a fazer outros planos.]
- "Beautiful Boy (Darling Boy)"

Atribuídas[editar]

Question book-3.svg Este artigo ou secção não cita as suas fontes ou referências. Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes.
  • "Eu tenho o maior medo desse negócio de ser normal."
  • "Eu sou um egomaníaco, mas quem não é?"
  • "Metade de mim pensa que sou um falhado, a outra metade pensa que sou Deus Todo-Poderoso."
  • "Quando tinha 12 anos, pensava que era um gênio e que ninguém tinha reparado. Se os gênios existirem, eu sou um, e se não existirem, não quero saber."
  • "A genialidade é um tipo de loucura."
  • "Não é divertido ser artista. Beethoven, Van Gogh, todos eles: se tivessem psiquiatras nós não teríamos esses gênios."
  • "Se toda a gente exigisse paz em vez de outro televisor, haveria paz."
  • "As pessoas falam disso [o fim dos Beatles] como se fosse o Fim do Mundo. É apenas uma banda de rock que se separou, não é nada de importante."
  • "Ainda acredito que só precisas de amor [all you need is love]"
  • "Se tentassem dar outro nome ao rock and roll, podiam chamar-lhe 'Chuck Berry'".
  • "O amor significa pedir desculpa de quinze em quinze minutos."
  • "A realidade deixa muito à imaginação."
  • "O amor é como uma planta. Não podes simplesmente pô-lo num vaso e esperar que cresça. Tens de cuidar dele e de o regar."
  • "As drogas me deram asas para voar, depois me tiraram o céu..."
  • "Não me importa onde estarão os monges e onde estarão as auto-estradas. Para mim o importante é fazer o amor, e não a guerra, em todos os lugares do mundo."
  • "A ignorância é uma espécie de bênção. Se você não sabe, não existe dor. Provavelmente exista, mas é a maneira como eu expresso a coisa."
  • "Não gosto do culto da morte, de um James Dean morto, de um John Wayne morto. Eu presto culto às pessoas que sobrevivem."
  • "Eu ainda gosto de black music, disco music... 'Shame, Shame, Shame' ou 'Rock Your Baby' -- Eu daria meu olho pra ter escrito isso. Mas eu nunca consegui. Eu sou literal demais para escrever 'Rock Your Baby'. Eu gostaria de conseguir. Sou intelectual demais, apesar de não me achar um intelectual de verdade. "

Obs.: Em 1975

  • "Os Beatles foram o som dos anos 60. Mas não acho que tenhamos sido mais importantes do que músicos como Glenn Miller ou Bessie Smith."
  • "Se o pessoal não entendeu os Beatles e os anos 60, o que é que eu posso fazer?"
  • "A guerra acaba se você quiser."
  • "Não me esperem ver atrás de barricadas, a menos que elas sejam de flores"
  • "Sim, eu acredito que Deus é como uma usina de força, que Ele é um poder supremo, que não é nem bom nem ruim, nem de direita nem de esquerda, nem branco nem preto. Ele simplesmente é."
  • "A nossa política é a do humor. Todas as pessoas sérias foram assasinadas. Nós queremos ser os palhaços do mundo."
  • "Talvez não haja diferença entre nós e o presidente dos EUA se ficarmos nus."
  • "A insegurança e a frustação levam o homem à violência e à guerra."
  • "Antes de Elvis não existia nada. Nós sempre quisemos ser maiores que Elvis porque ele era o maior."

Obs.: Referindo-se a Elvis Presley e os Beatles.

  • "Se o homem buscasse a conhecer-se a si mesmo primeiramente, metade dos problemas do mundo estariam resolvidos."
  • "Você diz 'Adeus' e eu digo 'Alô'."
  • "Acredito em tudo aquilo que Jesus disse - amor, bondade, caridade - mas não acredito naquilo que os homens dizem que ele disse."
  • "A gente tem que agradecer a Deus ou seja lá o que for que está lá em cima pelo fato de que todos nós sobrevivemos."
  • "Pense globalmente e atue localmente."
  • "O que nós temos de fazer é manter viva a esperança. Porque sem esperança nós todos vamos naufragar."
  • "Os inimigos são muito poderosos, e estão por todas as partes em que existe mais de três homens vivendo. Estão no ar, estão no espírito."
  • "Ninguém sabe o que é ser rico até ser rico."
  • "O sonho acabou, vamos encarar a realidade."
  • "Eu pensava de verdade que todos nós seríamos salvos pelo amor."
  • "A vida é o que acontece enquanto estamos fazendo outros planos."
  • "O Cristianismo vai desaparecer. Vai diminuir e encolher. (...) Nós [Beatles] somos mais populares do que Jesus neste momento. Não sei qual vai desaparecer primeiro - o rock and roll ou o Cristianismo. Cristo não era mau, mas os seus discípulos eram obtusos e vulgares. É a distorção deles que estraga [o Cristianismo] para mim." - Entrevista ao jornal Evening Standard a 4 de Março de 1966. Esta frase foi tirada do contexto e muitas vezes mal citada como "os Beatles são maiores do que Jesus".
  • "Se tivesse dito que a televisão era mais popular do que Jesus, ninguém teria ligado.(...) Não sou antiDeus, antiCristo ou anti-religião. (...) Não estou a dizer que sejamos melhores ou maiores, ou a comparar-nos a Jesus Cristo como pessoa ou Deus ou seja o que for. Disse o que disse e estava errado - ou fui interpretado erradamente."
  • "Você faz seu próprio sonho. É a história dos Beatles, não é? É a história de Yoko. É o que eu digo agora. Faça seu próprio sonho. Se você quiser salvar o peru. É bem possível fazer alguma coisa, mas não dotá-lo de parquímetros. Não espere que Jimmy Carter ou Ronald Reagan ou John Lennon ou Yoko Ono ou Bob Dylan ou Jesus Cristo venha e faça por você. Você tem de fazê-lo sozinho. É o que os grandes mestres têm dito desde que os tempos começaram. Eles podem apontar o caminho, deixar indicações e instruções em variados livros que são chamados sagrados e venerados por suas capas, e não por aquilo que dizem, mas as instruções estão aí para que todos as vejam. Sempre estiveram e sempre estarão. Não há nada de novo sob o Sol. Todos os caminhos levam a Roma. E as pessoas não podem fazê-lo por você. Eu não posso despertar você. Você pode se despertar. Eu não posso curar você. Você pode se curar."
  • "O medo do desconhecido. É o medo dele que impele todo mundo para os sonhos, as ilusões, as guerras, a paz, o amor, o ódio, tudo isso - é ilusão. É isso o desconhecido. Aceite o desconhecido e será uma viagem tranqüila. Tudo é desconhecido - aí você estará à frente do jogo. É o que é certo."
  • "As pessoas estão sempre vendo pequenos fragmentos, mas eu tenho e vejo o todo... Não só na minha própria vida, mas o universo todo, o jogo todo."
  • "Às vezes, a gente pondera, quer dizer, pondera mesmo. Eu sei que fazemos nossa própria realidade, e que sempre temos uma escolha, mas quanto disso é predeterminado? Será que existe sempre uma bifurcação na estrada, com dois caminhos igualmente predeterminados? Poderia haver centenas de caminhos em que se pudesse escolher esta ou aquela direção; existe a escolha, às vezes é muito estranho..."
  • "Por trás de toda grande mulher existe sempre um grande babaca!" (ao se separar de Yoko Ono).
  • " Vivemos num mundo onde temos que nos esconder para fazer amor, enquanto a violência é praticada em plena luz do dia."
  • "Eu quero dinheiro apenas para ser rico."
  • "Deus é um conceito pelo qual medimos o nosso sofrimento."
  • "É uma falta de responsabilidade esperarmos que alguém faça as coisas por nós."

Falsas Atribuições[editar]

  • "Fizeram a gente acreditar que cada um de nós é a metade de uma laranja, e que a vida só ganha sentido quando encontramos a outra metade. Não contaram que já nascemos inteiros, que ninguém em nossa vida merece carregar nas costas a responsabilidade de completar o que nos falta: a gente cresce através da gente mesmo. Se estivermos em boa companhia, é só mais agradável!" [carece de fontes]

Sobre[editar]

  • "Ele foi um porco machista."
- Sean Lennon, sobre o pai, John Lennon, segundo o livro Lennon in America, de Geoffrey Giuliano (junho de 2000)
  • "Mark Chapman não era apenas um maluco que matou meu pai por motivos pessoais. Sua morte interessava aos Estados Unidos, porque ele era perigoso para o governo americano."
- Sean Lennon, filho do ex-beatle John Lennon, em 1998 referindo-se ao assassinato em Nova York, em 1980
  • "John Lennon não é nenhum revolucionário. É um tremendo idiota".
Tood Rundgren
Fonte: Guia dos RoC(k)uriosos, publicado pela revista Showbiz, na edição 146.
  • "John Lennon tinha um problema: ele achava que era Deus. O meu problema? Eu acho que sou John Lennon.
Noel Gallagher, da banda Oasis