Dilma Rousseff

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dilma Rousseff
Dilma Rousseff
Dilma Rousseff em outros projetos:

Dilma Vana Rousseff (nasceu em Belo Horizonte, MG, Brasil, dia 14 de dezembro de 1947) é uma política brasileira. Na década de 1970 atuou no grupo armado Var-Palmares contra a ditadura militar brasileira. Capturada pelo DOI-CODI, foi presa e torturada. Ao ser solta, filiou-se ao PDT e foi secretária de estado do Rio Grande do Sul. No início de 2000 filiou-se ao PT e com a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva chegou ao cargo de ministra. Em 2010, foi escolhida como candidata presidencial do PT, sendo eleita a primeira presidente mulher do Brasil.

Comprovadas[editar]

Qualquer comparação entre ditadura e democracia só pode partir de quem não dá valor à democracia brasileira
Não pode ter julgamento político que não esteja fundado em princípios jurídicos
Nosso problema não foi ter sorte. Nós temos sorte, sim, não somos 'pé-frio'
O Brasil superou uma ditadura militar e está consolidando sua democracia. A realidade mudou, e nós com ela
O povo brasileiro não está mais atrás, o povo brasileiro não está mais esperando as coisas melhorarem para ter acesso à riqueza
O Serra que me desculpe, mas ele não foi só ministro da Saúde. Foi ministro do Planejamento. Planejou o quê?
  • "Eu vi. Você, veja... Eu já vi, parei de ver. Voltei a ver, e acho que que o Neymar e o Ganso têm essa capacidade de fazer a gente olhar."
-Comentando a lista de convocados para a Copa de 2010.
-Fonte: 'Veja'[1]
  • "Nós temos certeza que não vai haver apagão."
- Em entrevista a Radiobrás em 29 de outubro de 2009, 12 dias antes de pane elétrica que atingiu 70% do território brasileiro.
- Fonte: Radiobrás [2]
  • "Tudo o que a oposição não quer é que nós comparemos o governo do presidente Lula com o governo anterior, porque o governo anterior perde de 400 a zero. Na crise, eles aumentavam tributo, juros, reduziam investimento e deprimiam o Brasil. Nós diminuímos juros, tributos e aumentamos investimentos"
-Comparando governos FHC e Lula em novembro de 2009.
-Fonte: Terra
  • "O que nós fizemos foi um banco de dados."
- Dilma, sobre suposto dossiê montado na Casa Civil contra Fernando Henrique Cardoso e Ruth Cardoso.
- Fonte: Terra [3]
  • "Qualquer comparação entre ditadura e democracia só pode partir de quem não dá valor à democracia brasileira."
- Em reposta ao senador José Agripino Maia, que sugeriu que, por ter mentido durante interrogatório quando era prisioneira política, poderia estar mentindo no Senado quando indagada sobre o caso do dossiê da Casa Civil.
- Fonte: O Globo [4]
  • "Pode ter julgamento político. Não pode ter julgamento político que não esteja fundado em princípios jurídicos. E eu quero dizer isso com muita tranqüilidade, porque eu fui objeto de um julgamento político baseado numa legislação durante a ditadura."
- Sobre a CPI do Mensalão.
- Fonte: Site Folha Online do dia 24 de Dezembro de 2005 - 08h34
  • "Ao que me parece, eu fui jubilada (da Unicamp) em 2004 mas não fui comunicada."
- Dilma, sobre erro em seu currículo, que indicava um doutorado pela Unicamp.
- Fonte: Estadão [5]
  • "Nosso problema não foi ter sorte. Nós temos sorte, sim, não somos 'pé-frio'. Mas, sobretudo, temos competência de gestão. A eles pode ter faltado sorte, mas faltou muito mais competência e vontade política de mudar."
- Dilma, sobre o governo de Fernando Henrique Cardoso.
- Fonte: BOL [6]
  • " O Brasil superou uma ditadura militar e está consolidando sua democracia. A realidade mudou, e nós com ela. Contudo, nunca mudei de lado. Sempre estive ao lado da justiça, da democracia e da igualdade social."
- Dilma, sobre sua visão de Brasil.
- Fonte: Veja [7]
  • "O povo brasileiro não está mais atrás, o povo brasileiro não está mais esperando as coisas melhorarem para ter acesso à riqueza."
-Em 25 de março de 2010 numa entrega de moradias do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), em Osasco.
Fonte: Estadão
  • "O Serra que me desculpe, mas ele não foi só ministro da Saúde. Foi ministro do Planejamento. Planejou o quê?"
  • "Se teve um governo que levantou o tapete, foi o governo Lula. Antes não apareciam denúncias, porque ninguém apurava. Acabamos com a figura do engavetador-geral. Onde está o engavetador? A União não engaveta mais nada."
-Em sua primeira entrevista depois de deixar a Casa Civil
Fonte: G1
  • "O Brasil pode mais porque nós pudemos mais. Os viúvos da estagnação são os nossos oponentes"
-Rebatendo o slogan de José Serra - "O Brasil pode mais".
-Fonte: G1
  • "Estamos juntos para não deixar que o nosso país retroceda, na luta para não deixar que as forças do atraso voltem, na luta para não deixar aqueles que sempre governaram esse país para os ricos voltem para excluir os mais pobres"
-Fonte: G1
  • "Agora, eu aprendi com o presidente Lula várias qualidades dele. Uma delas é essa. Aprendi que movimento social a gente atende e escuta. Se você não concordar, você não concorda. Você é governo, e eles são os movimentos sociais. É uma questão de respeito democrático." Um repórter questionou se ela aprendeu a ser simpática. Mantendo o bom humor, Dilma respondeu: "Não, aprendi a ser justa, o que é muito mais forte"
-Fonte: G1
  • "Eu não sou o Pitta e Lula não é o Maluf"
-Rebatendo comparações de José Serra enquanto pré-candidata à Presidência, em 21 de abril de 2010.
Fonte: Estadão
  • "José Serra está mais pra biruta de aeroporto. Está cada dia de um jeito. Muda de posição dependendo da plateia. Típico de uma biruta de aeroporto. Ela age com o vento, se muda pro lado, ela vai"
-Sobre José Serra
Fonte: Estadão, Terra
  • "Hoje dizem defender o ProUni, mas foi o partido do vice da oposição que entrou contra nós no Supremo Tribunal Federal para derrubar o ProUni. São eles que até bem pouco tempo chamavam o Bolsa-Família de Bolsa-Esmola. São eles que quando estiveram no poder governaram para um terço da população"
-Sobre a oposição, em comício em Porto Alegre, realizado em 30 de julho de 2010
Fonte: Portal Vermelho
  • "O pibão foi bom"
-Em referência ao PIB de 2010, melhor resultado desde 1986.
-Fonte: 'O pibão foi bão', diz Dilma sobre o crescimento da economia em 2010
  • "O Papa é argentino, mas Deus é Brasileiro"
-No Vaticano, após visitar o Papa Francisco
-Fonte: A Tarde
  • "O DOI-Codi é tão distante da embaixada (brasileira na Argentina )como é o céu do inferno"
-Sobre a operação que trouxe para o Brasil o senador boliviano Roger Pinto Molina e consequente demissão do diplomata Antonio Patriota.
-Fonte: “O DOI-Codi é tão distante da embaixada como é o céu do inferno”.
  • "Se hoje é o Dia das Crianças, ontem eu disse que criança… o dia da criança é dia da mãe, do pai e das professoras, mas também é o dia dos animais. Sempre que você olha uma criança, há sempre uma figura oculta, que é um cachorro atrás, o que é algo muito importante"
-Fonte: Veja, Palácio do Planalto

Discurso de posse no Senado[editar]

Texto integral no Wikisource
  • "Pela decisão soberana do povo, hoje será a primeira vez que a faixa presidencial cingirá o ombro de uma mulher. Sinto uma imensa honra por essa escolha do povo brasileiro e sei do significado histórico desta decisão."
  • "Meu mandato deve incluir a tradução mais generosa desta ousadia do voto popular que, após levar à presidência um homem do povo, decide convocar uma mulher para dirigir os destinos do país."
  • "Venho para abrir portas para que muitas outras mulheres, também possam, no futuro, ser presidenta; e para que --no dia de hoje-- todas as brasileiras sintam o orgulho e a alegria de ser mulher."
  • "Venho, antes de tudo, para dar continuidade ao maior processo de afirmação que este país já viveu. Venho para consolidar a obra transformadora do presidente Luis Inácio Lula da Silva, com quem tive a mais vigorosa experiência política da minha vida e o privilégio de servir ao país, ao seu lado, nestes últimos anos."
  • "A maior homenagem que posso prestar a ele é ampliar e avançar as conquistas do seu governo. Reconhecer, acreditar e investir na força do povo foi a maior lição que o presidente Lula deixou para todos nós."
  • "Vivemos um dos melhores períodos da vida nacional: milhões de empregos estão sendo criados; nossa taxa de crescimento mais que dobrou e encerramos um longo período de dependência do FMI, ao mesmo tempo em que superamos nossa dívida externa. Reduzimos, sobretudo, a nossa histórica dívida social, resgatando milhões de brasileiros da tragédia da miséria e ajudando outros milhões a alcançarem a classe média."
  • "Para enfrentar estes grandes desafios é preciso manter os fundamentos que nos garantiram chegar até aqui. Mas, igualmente, agregar novas ferramentas e novos valores. Na política é tarefa indeclinável e urgente uma reforma política com mudanças na legislação para fazer avançar nossa jovem democracia, fortalecer o sentido programático dos partidos e aperfeiçoar as instituições, restaurando valores e dando mais transparência ao conjunto da atividade pública."
  • "Para dar longevidade ao atual ciclo de crescimento é preciso garantir a estabilidade de preços e seguir eliminando as travas que ainda inibem o dinamismo de nossa economia, facilitando a produção e estimulando a capacidade empreendedora de nosso povo, da grande empresa até os pequenos negócios locais, do agronegócio à agricultura familiar."

Discurso à Nação[editar]

Texto integral no Wikisource
  • "Estou feliz, como raras vezes estive em minha vida, pela oportunidade que a história me deu de ser a primeira mulher a governar o Brasil. Mas estou emocionada pelo encerramento do mandato do maior líder popular que este país já teve. Ter a honra de seu apoio, ter o privilégio de sua convivência, ter aprendido com sua imensa sabedoria são coisas que se guarda para a vida toda."
  • "Mas Lula estará conosco. Sei que a distancia de um cargo nada significa para um homem de tamanha grandeza e generosidade. A tarefa de sucedê-lo é desafiadora. Saberei honrar o seu legado. Saberei consolidar e avançar sua obra."
  • "A vontade de mudança do nosso povo levou um operário à Presidência do Brasil. Seu esforço, sua dedicação e seu nome já estão gravados no coração do povo, o lugar mais sagrado da nossa Nação. Deixa, hoje, o governo depois de oito anos, período em que liderou as mais importantes transformações na vida do país. A força destas transformações permitiu ao povo uma nova ousadia: colocar pela primeira vez uma mulher na Presidência do Brasil."
  • "Quero, neste momento, prestar minha homenagem a outro grande brasileiro, incansável lutador, companheiro que esteve ao lado do Presidente Lula nestes oito anos: nosso querido Vice José Alencar. Que exemplo de coragem e de amor à vida nos dá este homem! E que parceria fizeram Lula e Zé Alencar, pelo Brasil e pelo nosso povo!"
  • "Eu e Michel Temer nos sentimos responsáveis por seguir no caminho iniciado por eles. Aprendemos com eles que quando se governa pensando no interesse publico e nos mais necessitados uma imensa força brota do nosso povo."]
  • "Também reafirmo aqui outro compromisso: cuidarei com muito carinho dos mais frágeis e mais necessitados, mas governarei para todos! Uma importante líder indiana disse um dia que não se pode trocar um aperto de mão com os punhos fechados. Pois eu digo: minhas mãos estão abertas e estendidas para todos, desde os nossos aliados de primeira hora até nossos adversários."
  • "Minha geração veio para a política em busca da liberdade, num tempo de escuridão e medo. Pagamos o preço da nossa ousadia, ajudando o País chegar até aqui. Aos companheiros que tombaram nesta caminhada, minha comovida homenagem e minha eterna lembrança."
  • "Já fizemos muito, nos últimos oito anos. Mas ainda há muito por fazer. E foi por acreditar que nós podemos fazer mais e melhor que o povo brasileiro nos trouxe a este momento. Agora é hora de trabalho."
  • "O meu sonho é o mesmo sonho de qualquer cidadão ou cidadã: o de que uma mãe e um pai possam oferecer aos filhos oportunidades melhores do que as que tiveram em suas vidas. Este é o sonho que constrói uma família. Este é o desafio que ergue uma nação."
  • "Para governar um país continental como o Brasil é também preciso ter sonhos. É preciso ter sonhos grandes e persegui-los. Foi por não acreditar que havia o impossível que o presidente Lula fez tanto pelo país nestes últimos anos."
  • "Se todos trabalharmos pelo país ele nos devolverá em dobro o nosso esforço. O Brasil é uma terra generosa. Tudo que for plantado com mãos carinhosas e olhar para o futuro será colhido com abundância e alegria."
- Fonte: Folha Online, 01/01/2011 [8]

Sobre[editar]

  • "Ela sabe todos os números, tem tudo na ponta da língua. É muito preparada."
-Geraldo Alckmin
-Fonte: Folha
  • "Dilma Rousseff mente. Mentiu no passado sobre seu currículo e mente hoje sobre seus adversários. Usa a mentira como método. Aposta na desinformação do povo e abusa da boa fé do cidadão. Mente sobre o PAC, mente sobre sua função."
- Sérgio Guerra, Senador e presidente do PSDB
- Fonte: Jornal O Globo de 20/01/2010 [9]
  • “A ministra começou a fazer doutorado na instituição no primeiro período de 1998, mas o curso ficou inconcluso”
- Nota da Diretoria Acadêmica da Unicamp
- Fonte: O Tempo 04/07/2009 [10]
  • "A ministra Dilma Rousseff tem uma personalidade forte, um lado macho na forma de imprimir gestão."
- Gilberto Gil, ministro da Cultura
- Fonte: Revista Isto É! de 28/12/2005

Veja também[editar]

Referências