Ayrton Senna

Origem: Wikiquote, a coletânea de citações livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ayrton Senna
Ayrton Senna
Ayrton Senna em outros projetos:

Ayrton Senna da Silva (21 de março de 1960, São Paulo, Brasil - 1° de maio de 1994, Bolonha, Itália) foi um piloto de automóveis brasileiro, vencedor por três vezes do campeonato mundial de Fórmula 1.


  • "Somos insignificantes. Por mais que você programe sua vida, a qualquer momento tudo pode mudar".
- Em entrevista à Revista Veja, setembro de 1985
  • "O importante é ganhar. Tudo e sempre. Essa história de que o importante é competir não passa de pura demagogia".
- Abertura do site Banderart.
  • "Meus ídolos como pilotos sempre foram Niki Lauda e Gilles Villeneuve. O primeiro pela frieza e Villeneuve pela agressividade."
- Citado em 10 anos sem Senna, esportes.terra
  • "AHHHH!!! I won, I won, I can't believe it! Puta que pariu!".
- Urrando de dor e comemorando a vitória no GP do Brasil de 1991, gravação apresentada no documentário Os Últimos Dias de um Ícone - Ayrton Senna, exibido no canal GNT às 20:30 de 17 de setembro de 2010.
  • "Deus é forte, Ele é grande, e quando Ele quer não tem quem não queira."
- 11/04/93, após a memorável vitória no GP da Europa de 1993 no circuito de Donnington Park, em entrevista ao repórter Roberto Cabrini, da Rede Globo.
  • "A Fórmula 1 é um meio nojento."
- outubro de 1988 - Almanaque Abril, Edição Especial - Brasil dia-dia
  • "O que sinto num carro a 300 km/h? Emoção, prazer e desafio."
- Citado em Jornal do Brasil, edição de 25/03/2005
  • "No que diz respeito ao desempenho, ao compromisso, ao esforço, à dedicação, não existe meio termo. Ou você faz uma coisa bem-feita ou não faz."


Atribuídas[editar]

  • "Não sei dirigir de outra maneira que não seja arriscada. Quando tiver de ultrapassar, vou ultrapassar mesmo. Cada piloto tem o seu limite. O meu é um pouco acima do dos outros."
- em janeiro de 1989, conforme citado em Revista Veja, edição especial 1338-A, 3 de maio de 1994, p. 56
  • "Vocês nunca conseguirão saber como um piloto de sente quando vence uma prova. O capacete oculta sentimentos incompreensíveis."
- em novembro de 1988, conforme citado em Revista Veja, edição especial 1338-A, 3 de maio de 1994, p. 58
  • "Deus é o dono de tudo. Devo a Ele a oportunidade que tive de chegar aonde cheguei. Muitas pessoas têm essa capacidade, mas não têm essa oportunidade. Ele a deu para mim, não sei por quê. Sei que não posso desperdiçá-la."
- entrevista Boletim Salesiano, n. 3, maio-junho/1994, conforme citado em "Agora e na hora: ritos de passagem à eternidade" - página 143, Evaristo Eduardo de Miranda, Edicoes Loyola, 1996, ISBN 8515014394, 9788515014392, 174 páginas
  • "O acidente em Mônaco me levou para perto de Deus. Mudou muito minha mentalidade." (sobre o acidente de 1988 em Mônaco)
- citado em Revista Manchete: Edições 2196-2203, Block Editores, 1994
- em 1993, conforme citado em Revista Veja, edição especial 1338-A, 3 de maio de 1994, p. 22
  • "No que acredito mesmo é em Deus."
- em novembro de 1987, conforme citado em Revista Veja, edição especial 1338-A, 3 de maio de 1994, p. 58
  • "O brasileiro só aceita título se for de campeão. E eu sou brasileiro"
- citado em Revista IstoE, edição 1675, 08.Nov.2001
  • "Os ricos não podem mais viver numa ilha rodeada por um mar de pobreza. Nós respiramos, todos, o mesmo ar. Devemos dar a cada um, uma chance, ao menos uma chance fundamental."
- citado em Revista Veja, edição 1440, 17 de abril de 1996, p. 113
  • "Eu não tenho ídolos. Tenho admiração por trabalho, dedicação e competência."
- em outubro de 1981, conforme citado em Revista Veja, edição especial 1338-A, 3 de maio de 1994, p. 58
  • "O medo faz parte da vida da gente. Algumas pessoas não sabem como enfrentá-lo. Outras, acho que estou entre elas, aprendem a conviver com ele e o encaram não de forma negativa, mas como um sentimento de auto-preservação."
- Ayrton Senna (junho de 1991), como citado em Revista Veja

Sobre[editar]

  • "(A rivalidade entre Senna e Piquet foi)Super-real. Mais do que real. Mais do que eu gostaria que tivesse sido"
- REGINALDO LEME, jornalista, em entrevista ao Programa do Jô, da TV Globo, sobre a rivalidade entre os dois pilotos brasileiros
  • “Achei que naquele momento havia coisas mais importantes e eu o reencontraria mais tarde. Perdi a chance de ficar com quem amava”
Xuxa, apresentadora, sobre o seu relacionamento com Ayrton Senna.
Fonte: Revista ISTO É, Edição 1725.
  • "Ele não tinha senso de humor e seria importante que tivesse"
- RON DENNIS, chefe da McLaren, sobre Ayrton Senna
- Fonte: Revista ISTOÉ Gente, edição 246 (26/04/2004)
  • "Por tudo que passamos, digo sempre que as outras comeram o filé mignon e eu roí o osso"
- LÍLIAN DE VASCONCELOS, ex-mulher de Ayrton Senna, sobre o curto casamento de 14 meses com o piloto
- Fonte: Revista ISTOÉ Gente, edição 248 (10/05/2004)

Links[editar]